Esporte

Competidores do DF participam da 4ª Etapa da Copa Brasiliense de Tênis de Mesa

Atletas superam a falta de patrocínio e mantêm viva a modalidade no DF

Tags:
atletas brasiliense clubes Copa Esporte tênis Tenis de mesa

Considerado o esporte com maior número de praticantes ocasionais, com 300 milhões de pessoas e 40 milhões de atletas federados, distribuídos em 186 federações pelo mundo, o tênis de mesa ainda sobrevive graças aos esforços dos próprios atletas, que sem nenhum incentivo ou patrocínio investem recursos próprios para participarem dos torneios, estaduais e brasileiro.  Prova disso é que foi realizada em Brasília, no começo de junho, no ginásio coberto da ENAP (Escola Nacional de Administração Pública, Asa Sul) a 4ª Etapa da Copa Brasiliense de Tênis de Mesa, que contou com a participação de 46 atletas de três clubes federados.

O torneio contou com atletas moradores de cidades satélites do DF e do entorno, participando de várias chaves de competição. Contava com 8 mesas distribuídas em todo o campo do ginásio.  Os atletas se revezavam nos papéis entre competidores e juízes de mesas, entre competições simultâneas, coordenados pelo representante da Federação Brasiliense de Tênis de Mesa, Joran Freire, a torcida presente no ginásio era composta por familiares dos atletas.

4aCopaBrasiliense_TenisMesa

Eduardo Teodoro, Atleta do Nipo Brasileiro, morador de Formosa

O torneio brasiliense é composto por 8 etapas e o campeonato brasileiro é realizado uma vez por mês em cidades brasileiras, estabelecidas pela Confederação Brasileira de Tênis de Mesa. O próximo evento ocorrerá em Campo Grande (MS).

No DF, participou da 4ª copa uma única representante feminina,  na categoria “A”, Emese Koppasz, proveniente da Hungria, que pratica o esporte desde os nove anos de idade  e competiu pelo Clube Nipo Brasileiro. Ela  mora em Brasília há três anos e participa de todos os campeonatos, tanto estadual quanto o campeonato brasileiro.

Na categoria Juvenil participou o Abimael Araújo, AABB/Rizzone,  13 anos, que se destacou na Copa Brasil realizada em Caldas Novas, ficando como 2º colocado, em sua categoria, entre todos os estados participantes.  É considerado pelos amigos como uma promessa do tênis de mesa de Brasília.

Atletas superam a falta de patrocínio          

Os equipamentos e uniformes necessários para realização dos torneios são basicamente patrocinados pelos próprios atletas.  São de nível profissional e considerados de alto custo, por serem importados.

4aCopaBrasiliense_TenisMesa

Atleta Darlan Lima considera o esporte como uma terapia

O atleta federado Darlan Lima dos Santos, 36 anos, considera que apesar de não ter patrocínio, as equipes se empenham para superar todos os desafios enfrentados diariamente. Ele, como muitos outros atletas, declara que, por amor ao esporte, superam tudo e têm esse esporte como uma terapia e redução do estresse diário.

Outro exemplo de superação é o atleta Eduardo Teodoro, que para treinar no Nipo Brasileiro enfrenta os 100 km que separam Formosa e Brasília.

A Copa teve duração de 10 horas sem interrupção e a alimentação dos atletas compreendia  uma dieta leve com frutas, hidratação e carboidratos, que era consumida entre os revezamentos.

Ao final, o presidente da Federação de Tênis de Mesa do DF, Joran Ermison Lopes Freire, 32 anos, divulgou o resultado:

Na 1ª Divisão os atletas destacados: 1º Paulo Santana e em 2º Antônio Pereira.

Na 2ª Divisão: 1º Ayrton Lemos; 2º David Neto.

Na 3ª Divisão tivemos os atletas: 1º Jonas Matias; 2º Guilherme Macedo.

Divisão Paraolímpica (andante): 1º David Neto; 2º Francisco Chagas.

Divisão Paraolímpica (cadeirante): 1º Cibele Morais; 2º Carla Maia

Deixe uma resposta

Turismo e Lazer
03 Exposição abrange realidade virtual e animações em 3D
Cidadania
IMG_8726 Trufa do Bem vem crescendo em Brasília e está ajudando desempregados
Meio Ambiente
IMG_3598 Invasão de áreas públicas pode causar assoreamento e contaminação de lagos e rios  

Mais lidas