Esporte

Rédeas é um esporte equestre que beneficia a saúde

Ainda nova e sem grande destaque, a modalidade tem conquistado praticantes em todo o país

Tags:
#cavalos #equitaçãowestern #rédeas

Por muitas vezes confundido com o hipismo clássico, a modalidade rédeas tem conquistado aos poucos um lugar de destaque no país. Essa é a modalidade de esporte equestre mais técnica, pois o atleta tem que controlar todos os movimentos do cavalo, de forma mais precisa possível. Rédeas foi criado nos Estados Unidos em 1966 pelos cowboys, e tem uma influência mais rústica e é a base da equitação western, que tem outros esportes como “três tambores” e “laço em dupla”.

A Associação Nacional de Cavalo de Rédeas (ANCR) conta com dez afiliadas pelo país. Segundo dados da ANCR, rédeas cresceu bastante em Brasília na última década. A cidade é a que tem mais pistas de rédeas oficiais por metro quadrado do país. O estudante de medicina veterinária, Anderson Gabriel teve contato com cavalos desde pequeno e por meio de uma amiga que praticava rédeas, conheceu o esporte. Pela dificuldade técnica da modalidade e pelo fato de achar bonito, ele conta que não teve dúvidas em começar a praticar. “A decisão de começar foi minha, mas a minha família sempre me apoiou nos treinos, cursos, campeonatos e até mesmo estágio com treinador renomado”, conta.

praticante de rédeas, Anderson Gabriel, com medalhas conquistadas

Anderson Gabriel com medalhas conquistadas em campeonatos

Para o vice-presidente da Associação Brasiliense de Cavalo de Rédeas (ABCR) Fabrício Alves, ainda há muito caminho a percorrer para que o esporte ganhe notoriedade, mas que já houve um grande aumento do número de praticantes. “Os últimos dois anos foram excelentes, tivemos um crescimento de mais de 500% no número de participantes, mas o mercado é amplo e há muito ainda para ser explorado”, explica.

Após ser criada nos Estados Unidos, a modalidade ganhou destaque no Brasil. E em 1989 começaram a ser realizadas as primeiras competições regionais pelos criadores do cavalo Quarto de Milha, raça mais indicada para a modalidade. Já no cenário mundial, a modalidade foi apresentada nas Olimpíadas de Atlanta, em 1996, para mais de 30 mil pessoas, porém, ainda não está incluída como esporte oficial das olimpíadas.

Por existir vários tipos de esportes com cavalo, muitas pessoas acabam confundindo as modalidades. O treinador de rédeas, Ivando Ventura conta que a equitação clássica é antiga e surgiu na Europa no século XVI. “A parte mais rica da sociedade, como reis e rainhas, praticava atividades equestres como caça montado a cavalo e salto, surgindo depois os outros esportes clássicos”, explica. Já a equitação western tem origem americana, vinda dos cowboys que usavam os cavalos para a lida com o gado e foi criada no século XX.
Mas a modalidade de rédeas tem também outras vantagens, voltadas para a saúde. Segundo Ivando, rédeas tem sido praticado para o estímulo de músculos, estimulação dos sentidos, entre outros benefícios. “A modalidade está sendo utilizada, inclusive, como forma de terapia para pessoas com deficiências locomotoras” afirma. O estudante de medicina veterinária, Anderson Gabriel dá uma dica para quem pretende praticar rédeas. “Pesquise sobre o esporte, procure um dos centros de treinamento e faça uma aula experimental”, diz. “Depois que se conhece, é difícil de abandonar esse esporte que acaba virando uma paixão” conclui.

Foto: Arquivo Pessoal

Foto: Arquivo Pessoal

Deixe uma resposta

Turismo e Lazer
Diga de onde vens e direi se te respeito
Comportamento
Medo de assédio leva mulheres a freqüentar boates gays
Saúde
3 O sistema de saúde tem cor

Mais lidas