Economia

Brasilienses investem em empreendimento próprio

Com lançamento de programa de demissão voluntária pelo Governo Federal, ex-funcionários públicos dão dicas de como empreender

Tags:
#negóciopróprio desemprego

Com o plano de demissão voluntária para o servidor público federal lançado pelo governo e as altas taxas de desemprego, a alternativa para muitos é abrir o próprio negócio. O economista Vander Mendes alerta, no entanto, que a iniciativa deve ser vista com cautela. “ A proposta é interessante, desde que a pessoa tenha a capacidade empreendedora. Contudo, aqueles que acreditam na alternativa do próprio negócio, acabam percebendo que não era exatamente o que esperavam, e tentam voltar para o emprego anterior. Ou seja, elas se deixam levar pelo incentivo que o governo dá”.

Adriana Pedrosa

Adriana Pedrosa

Logo que a crise surgiu, a psicóloga Adriana Pedrosa pediu demissão da empresa que prestava serviço para o Ministério da Justiça, e investiu os seus recursos na venda de vestuário feminino. “Sempre tive a vontade de empreender. Conciliei o serviço público com o consultório, mas a minha vontade era de deixar tudo para trás”, diz Adriana.

Como já trabalhava com as vendas enquanto estava no ministério, a ideia não surgiu com a demissão, era um conceito que já vinha trabalhando há algum tempo. Adriana ainda afirma que após a sua saída do MJ pôde se dedicar exclusivamente às vendas. Assim, investiu forte para legalizar a empresa.

Para o economista, no início da crise, o Poder Executivo ajudou algumas empresas a fugirem da falência, contudo ainda sim ocorreram demissões. A crise saiu do setor privado e foi para o público. “O Brasil está nessa situação. Quando as empresas começam a ter problemas, elas não têm mais flexibilidade, ou seja, começam a demitir”, afirma Vander Mendes.

Outro que deixou o setor público e migrou para o privado foi o proprietário da empresa Conexão Agência Digital, Gutemberg Fernandes. O nicho escolhido a princípio foi o pequeno empreendedor, com a criação de sites e consultoria. Vendo que o negócio estava dando certo, e que a procura pelo serviço estava aumentando, Gutemberg pediu demissão da Secretaria de Direitos Humanos, localizada no Ministério de Direitos Humanos. Assim, investindo o tempo exclusivamente à empresa.

Gutemberg Fernandes

Gutemberg Fernandes

Ao fazer isso, passou a divulgar o serviço que prestava, e assim conseguiu alcançar pequenas, médias e grandes empresas. E como o negócio também estava crescendo, Gutemberg viu a necessidade de expandir os serviços prestados.

Ambos afirmam que os negócios vão de vento e popa. As contas fecham, e chegam a receber até quatro vezes mais comparado aos seus trabalhos anteriores, e que é importante haver dedicação no negócio. “Se concentrarmos todos os esforços no nosso negócio, as chances de crescermos será muito maior do que no trabalho anterior”, afirmou Gutemberg.

O economista Vander Mendes explica que quando a crise acontece, atinge todo mundo em níveis diferentes. Então, depende muito do negócio. Se a pessoa empreende em linha de cosméticos direcionada para um público de 40 a 50 anos, por exemplo, seria interessante essa pessoa expandir para outras idades para não sofres um declínio no negócio.

Desemprego

Quase uma década depois da crise mundial de 2008, os países emergentes ainda estão sentindo os efeitos do declínio. Em pesquisa divulgada pelo IBGE no final de junho, a taxa de desemprego brasileira chegou a 13,3% no trimestre encerrado em maio, assim totalizando quase 14 milhões de desempregados no Brasil.

No Distrito Federal, em pesquisa divulgada pelo Codeplan no final de junho, a taxa de desemprego chega a 19,9%, totalizando 329 mil desempregados, e assim uma redução de nove mil pessoas com relação ao mês de maio, que fechou o mês com 338 mil desempregados.

Deixe uma resposta

Saúde
Anoushe Duarte aposta na acupuntura para o tratamento da hérnia de disco Aumento de peso na gravidez pode contribuir para ocorrência de hérnia de disco
Ciência e Tecnologia
Pauta 3 - 01 Na briga por clientes, restaurantes apostam em forma alternativa de publicidade
Esporte
Formação antes do início do treino da Legião Teutônica da Casa Germânica. Lutas medievais são praticada em Brasília

Mais lidas