Cidadania

Ação social leva arte e cultura para meninas em São Sebastião

Com foco no desenvolvimento humano e pessoal, Projeto Mais Arte resgata a esperança das meninas beneficiadas

Tags:
#cidadania #MaisArte #RoyalTulip #SãoSebastião

Oficinas de teatro, música, fotografia, artesanato e reforço escolar ocupam o contraturno escolar e despertam o interesse de meninas de 9 a 14 anos que moram em São Sebastião. Desenvolvido pela Associação Assistência, Cultura e Educação Humana (ACEHU), o projeto Mais Arte atende a 54 estudantes que se encontram em situação de vulnerabilidade, e tem como objetivo proporcionar o desenvolvimento humano e profissional dessas meninas.

Luísa Laval, coordenadora do projeto Mais Arte

Luísa Laval, coordenadora do projeto Mais Arte

A ação conta com 15 profissionais, entre coordenadoras, professoras e voluntários. O trabalho tem apresentado resultados positivos no comportamento, autoestima e no rendimento escolar das alunas. “Nossa equipe visita as famílias e dá assistência para que todo o trabalho seja articulado e tenha maior resultado. A gente vai tentando unificar tudo isso por meio dessa formação humana e por meio da arte que tem um poder transformador”, declara Luísa Laval, coordenadora do projeto.

Luísa afirma que o Mais Arte tem o intuito muito renovador na vida das jovens. “A gente espera que por meio da arte as meninas cresçam tanto profissionalmente, como humanamente. Nós queremos que elas sejam pessoas melhores, grandes mulheres no futuro”, completa.

Segundo a diretora-presidente da associação, Heloíse Velloso, o projeto é derivado de um outro programa voltado às adolescentes. “Nós tínhamos um projeto de balé aos sábados e resolvemos estender esse trabalho. Então passamos a oferecê-lo de maneira continuada, gratuita e diária, para poder formar realmente as meninas”, destaca.

De acordo com ela, a iniciativa procura atender a fase da adolescência, quando as meninas ficam ociosas, solitárias e não têm a oportunidade de, ao mesmo tempo, ter uma formação artística, cidadã e educacional. “Aqui, elas se sentem acolhidas e motivadas a estudar. É isso que a gente quer: proporcionar uma formação melhor para elas”, pontua.

Outro ponto interessante do projeto, que atua na região desde março deste ano, é notar como as alunas se sentem otimistas com a vida. Ana Carolina Aguiar, de 10 anos, está satisfeita com as atividades. “Minhas aulas preferidas são as de artesanato, artes e

Eduarda Alves de Oliveira, de  9 anos, adora as atividades do Mais Arte

Eduarda Alves de Oliveira, de 9 anos, adora as atividades do Mais Arte

teatro. Nós também temos aulas de cidadania onde aprendemos diversas virtudes, como a esperança. A gente tem que ter muita esperança e não desistir dos nossos sonhos”, conta.

A timidez e a incerteza do futuro também dão esperanças e brilho no olhar de Eduarda Alves de Oliveira, de 9 anos. “Uma das virtudes que me chamou atenção nas aulas de cidadania é a esperança, porque nós sempre temos que ter esperança com as coisas”, revela. Duda, como é conhecida pelas amigas, fala da diferença em passar as tardes nas atividades do Mais Arte. “Eu gosto muito de vir para cá. Antes, eu só ficava em casa brincando com minha irmã. Agora, eu venho para o projeto à tarde e aprendo muitas coisas”, afirma.

Para a professora de música do coral, Mariana Menezes, o Mais Arte amplia as possibilidades de futuro e gera transformações na vida dessas meninas. “Não se trata apenas de desenvolver habilidades e paixão por arte e cultura. Estamos falando em educar essas meninas para o mundo. Queremos que elas cresçam líderes em suas comunidades, que sejam boas mulheres, mães, filhas e que adquiram condições para realizar seus sonhos e suas metas”, frisa.

Festival Mais Arte Concertos

O Festival Mais Arte de Concertos é uma iniciativa que visa arrecadar fundos para o projeto por meio da promoção de grandes espetáculos de música erudita oferecidos ao público de Brasília. Em sua primeira edição, a ação contará com quatro apresentações no teatro do hotel Royal Tulip Brasília Alvorada até o final de novembro. “Todo o ambiente é preparado para mostrar ao público a verdadeira causa da noite: exposições de pinturas, trabalhos artesanais e fotografias das crianças são colocadas em destaque no espaço do teatro”, explica Mariana Menezes. “O último concerto contará com uma grande surpresa para o público, será uma grande noite de encerramento do festival”, aponta a professora.

Para ajudar o projeto, entre no site da ACEHU e verifique as opções disponíveis. Acesse: www.acehu.org.br.

Teatro do Hotel Royal Tulip sedia Festival Mais Arte Concertos

Duo das Américas, formado pelo trombonista norte-americano Darin Milling e pela pianista brasileira/canadense Deborah Nilson, encantou o público do  Teatro  do Hotel Royal Tulip

 

 

Serviço

Próximas edições do Festival Mais Arte Concertos:

26/10 – Quarteto Henrique Oswald

30/11 – Quinteto Brasília Brass

Horário: 19h30

Local: Teatro do Hotel Royal Tulip Brasília Alvorada (SHTN Trecho 1)

Ingressos: R$ 60 (inteira)

Vendas: Bilheteria do Teatro ou no Portal bilheteria rápida:

http://bilheteriarapida.com/atracao/evento/festival_mais_arte_de_concertos

 

 

    Deixe uma resposta

    Turismo e Lazer
    Diga de onde vens e direi se te respeito
    Comportamento
    Medo de assédio leva mulheres a freqüentar boates gays
    Saúde
    3 O sistema de saúde tem cor

    Mais lidas