Economia

Cresce o número de jovens que investem no Tesouro Direto

Economista destaca que o investimento é mais rentável do que a poupança e é realizado inteiramente pela internet

Tags:
#direto #economia #tesouro #tesourodireto dinheiro investimento

Em tempos de crise financeira, o brasileiro está cada vez mais cauteloso quanto ao gasto de dinheiro e a busca por investimentos. Segundo a Secretaria do Tesouro Nacional, de julho de 2016 a julho de 2017, houve uma alta de mais de 73% nos investimentos no Tesouro Direto, um recorde para esse tipo de investimento. Para o economista Roberto Piscitelli, os resultados da pesquisa apontam alguns fatores importantes. “Os investimentos no Tesouro crescem a medida que um público mais jovem e mais instruído economicamente passa a investir, pois os investimentos são feitos inteiramente pela internet”, comenta.

Segundo levantamento feito pelo Serviço de Proteção ao Crédito e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas, o investimento mais popular entre os brasileiros ainda é a poupança, com cerca de 61% dos consumidores investindo. Mas para Piscitelli, a caderneta vem se tornando cada vez mais impopular. “Tem ocorrido uma maior educação financeira por parte dos mais jovens. Ao verem que o Tesouro Direto é um investimento mais rentável (do que a poupança) e possui um baixo risco, além de ser feito inteiramente pela internet, há um crescimento, principalmente entre o público mais jovem”, completa o economista.

É um programa do Tesouro Nacional que consiste na venda de títulos públicos federais para pessoas físicas, por meio da internet. Criado em 2002, o programa surgiu com o objetivo de democratizar o acesso aos títulos públicos e permite investimentos a partir de R$ 30. Existem dois títulos de investimento no Tesouro Direto: os prefixados e os pós-fixados. No caso dos títulos prefixados, o investidor define uma taxa acreditando que essa taxa irá ficar superior à taxa básica de juros da economia, a Selic. Caso a decisão seja acertada, saberá exatamente quanto irá receber na data de vencimento. Por outro lado, os títulos pós-fixados têm seu valor corrigido por um indexador que pode variar entre a taxa Selic ou a inflação, medida pelo IPCA. Além disso, o investidor ainda pode optar por receber a remuneração somente no vencimento ou por juros semestrais.

Para facilitar o entendimento e a compreensão antes de investir, já existem diversas plataformas e meios para quem quer começar a investir no Tesouro Direto, como canais no YouTube com dicas. Blogs e sites de consultoria são alguns dos meios que podem ser consultados por quem se interessar. O psicólogo Leonardo Saraiva, de 26 anos, conheceu e aprofundou seu conhecimento no investimento por meio de um desses canais e tirou seu dinheiro da poupança pra investir no Tesouro. “Eu passei anos com o dinheiro na poupança e decidi mudar de investimentos porque o retorno que a poupança dava era muito pequeno. Agora com quase um ano de investimento no Tesouro, eu já recebo bem mais do que na poupança e com um risco tão baixo quanto”, afirma Leonardo.

Em Setembro, o site oficial do Tesouro Direto lançou um simulador (https://simulador.tesourodireto.com.br/#/inicio) para que os investidores possam fazer planejamentos e previsões dos resultados que esperam conseguir com seus investimentos. Além do Tesouro Direto, existem sites que oferecem serviços de simulação de investimentos e explicações de forma simplificada de como funcionam os investimentos, como é o caso do Easynvest. O site conta também com um blog onde faz postagens com dicas de investimentos e explicações a respeito do mercado econômico.

    Deixe uma resposta

    Turismo e Lazer
    Diga de onde vens e direi se te respeito
    Comportamento
    Medo de assédio leva mulheres a freqüentar boates gays
    Saúde
    3 O sistema de saúde tem cor

    Mais lidas