Cidadania

Projeto Social oferece esportes em São Sebastião

Em um galpão reformado com ajuda da comunidade, um grupo de professores oferece aulas gratuitas de jiu jitsu, muay thai e judô

O Projeto Social Campeão no Esporte e na Vida oferece aulas de jiu jitsu, muay thai, judô e capoeira, além de reforço escolar, gratuitas de segunda a sábado. Funciona há quatro anos em um antigo galpão reformado por alunos, professor e moradores de São Sebastião.

Criado e coordenado por Adalberto Antônio Ventura, funcionário público e professor de jiu jitsu, o projeto é fruto de um sonho: fazer trabalho voluntário para a comunidade. Com a ajuda do aluno Marcos Romeu, que conseguiu o local na administração regional na época, juntaram-se sete alunos e o professor para reformar o espaço.

Foram realizadas rifas e bingos, mas nada com sucesso. Então, foi iniciada a campanha “bater de porta em porta”, em que os sete alunos e o professor foram até comerciantes e pais de famílias pedindo patrocínio. Deu certo e, graças a esse movimento, o projeto recebe doações até os dias atuais.

O Campeão no Esporte e na Vida recebe mais de 70 crianças. São onze professores voluntários que ministram aulas de quatro modalidades diferentes, além do reforço escolar, sem qualquer remuneração. De acordo com o idealizador Adalberto Antônio, o projeto recebe crianças com indicação de um psicólogo, pelo Conselho Tutelar e vítimas de abuso. “Minha maior alegria nesse trabalho todo é saber que estou ajudando muitas crianças, jovens e adultos. Não tem gratificação maior. Só tenho amor, muito amor por tudo”, esclareceu o professor.

Professor Adalberto Antônio idealizador do projeto

Professor Adalberto Antônio é o idealizador do projeto

Ainda segundo o professor o projeto chega a receber famílias inteiras. “Hoje eu tenho duas famílias inteiras treinando em diferentes modalidades. Tenho pai, mãe e dois filhos. Essas famílias, além de treinar, me ajudam também na despesa do espaço, em passeios, na assistência em geral”, finaliza o idealizador.

De acordo com Marlene Sousa, 42 anos, aluna de jiu jitsu e muay thai, partiu de sua irmã a iniciativa de ir conhecer o projeto. Aos poucos conseguiu levar o esposo e os dois filhos. “Eu treino há quase três anos. Meus filhos e meu esposo têm menos tempo. Eu adoro esse espaço, me sinto livre no esporte”, ressalta Marlene.

Marlene sousa aluna de muay thai e jiu jitsu

Marlene Sousa, aluna de muay thai e jiu jitsu

Segundo o professor de muay thai, Eliel Sousa, as aulas são sempre cheias de homens e também mulheres. “Hoje eu dou aula para 15 mulheres. No sábado, às vezes, chego a ter 18 alunas. Fico impressionado e feliz como o esporte motiva não só os homens, mas as mulheres também”, finalizou o professor.

Eliel sousa professor de muay thai

Eliel Sousa é professor de muay thai

O aluno Gabriel Simas, sete anos, adora praticar esporte e não perde um sábado no espaço. “Eu venho todo sábado, meu pai me traz cedinho, eu gosto mais de lutar muay thai, e às vezes faço jiu jitsu, mas gosto mesmo de muay thai”, disse o aluno Gabriel.

Dificuldades

A maior dificuldade enfrentada pelo Campeão no Esporte e na Vida é a falta de verba para ampliar o espaço.  Apenas um terço do galpão de 1.000m² é ocupado. Quando tem passeio do projeto para cinema, clubes, é complicado encontrar um transporte que leve todas as crianças; na maioria das vezes, é necessário mais de um. De acordo com idealizador Adalberto os alunos que necessitam de atenção especial, em caso de encaminhamento médico, recebem carinho e uma atenção maior, com mais amor. “Esses alunos recebem meu melhor carinho, minha maior atenção e amor. Recebo e cuido como meu filho mesmo”, finalizou.

Endereço

Conj. 01 Lote 09 bairro Bonsucesso São Sebastião DF

projetosocialcampeao@gmail.com

http://www.facebook.com/pjcss

    Deixe uma resposta

    Entrevistas
    IMG_1885 copia Meio nerd ainda é masculinizado
    Turismo e Lazer
    _MG_1493 Inserção de alunos com autismo ainda apresenta desafios para escolas
    Entrevistas
    Marcos Roberto, segurando seu primeiro Livro "Semideus: O Retorno Divino" Mitologia e filmes inspiram livros e peças de artista de Brasília

    Mais lidas