Cidadania

Projeto “Casinha Aumiga” constrói abrigos para animais de rua

Mais de 100 voluntários distribuem casas de papelão e alimentos em quatro regiões do DF

Tags:
#animaisabandonados #casinhaaumiga #projetosocial #cidadania

Preocupada com a chegada do frio intenso ao DF, a estudante de gastronomia Juliana Rocha, que sempre foi protetora de animais, resolveu colocar em prática um projeto sobre o qual já havia pensado há muito tempo: a construção de casinhas de papelão para abrigar animais abandonados na rua. Segundo a Associação Protetora dos Animais do DF (ProAnima), são quase 30 mil, entre cães e gatos espalhados pelo Plano Piloto e cidades-satélites.

O projeto social foi batizado de “Casinha Aumiga” e conta com a colaboração de voluntários que também se sensibilizaram com a causa. A ação começou em Santa Maria e se expandiu para todo o DF. Mais de 100 pessoas dedicam  tempo, dinheiro e, sobretudo, carinho para ajudar esses animais — até mesmo a partir de outros estados.

As casinhas são deixadas perto de praças e paradas de ônibus.

As casinhas são deixadas perto de praças e paradas de ônibus

A ideia é simples: com papelão, fitas adesivas, cola e tapetes, ração e água, o voluntário pode produzir as casinhas na sua própria residência e deixá-las, principalmente, em paradas de ônibus e próximas a locais onde os animais costumam buscar refúgio à noite ou quando chove. Os primeiros abrigos foram espalhados em praças e paradas de ônibus da Santa Maria, Gama e Valparaíso e têm conquistado os bichinhos.

Para a idealizadora do projeto, a maior dificuldade, além da questão financeira, é contar com o bom senso da população em não destruir as casinhas. “Posso dizer que 70% das pessoas não respeitam as casinhas, então são os 30% que mantêm o projeto, que valorizam e apoiam o nossa causa”, contou Juliana.

Sobre o grande número de animais abandonados e a falta de apoio aos projetos sociais destinados aos animais, a Gerência de Vigilância Ambiental de Zoonoses do DF (Gevaz/Dival) explica que o canil disponível não tem o papel de recolher animais abandonados, apenas os que podem oferecer risco à saúde da população, seja por disseminação de doenças ou por estarem transitando em locais como hospitais. Animais agressivos, em sofrimento (como os atropelados) e com indicação de eutanásia também são recolhidos pela Zoonose.

Serviço

As pessoas podem ajudar tanto com materiais quanto com mão de obra. Os mutirões sempre são feitos perto do inverno. Para mais informações, acesse o grupo no whatsapp:

https://chat.whatsapp.com/Ejyhdq0p8n0Fb2i1AgP0tk

Redes sociais para acompanhar a agenda dos mutirões de confecção das casinhas de papelão e formas de contribuir com o projeto.

Facebook: https://www.facebook.com/casinhaaumiga/
Instagram: https://www.instagram.com/casinhaaumiga/

Deixe uma resposta

Entrevistas
Entrevista Inovar é saber como os outros se comportam
Cidadania
Foto: Ingrid Pires Projeto leva esporte e música a adolescentes em Sobradinho
Cidades
Placas que sinalizam as saídas do parque, quando existem, estão degradadas. Parque da Cidade precisa de sinalização

Mais lidas