Turismo e Lazer

O Athos Bulcão escondido em Brasília

Salas de Palácios, residências, órgãos públicos e até o hospital Sarah Kubitschek reúnem parte do acervo do artista que está fora do circuito convencional de turismo

Tags:
#Brasilia #turismo #lazer #educação Athos Bulcão Bike Tour Cultura DF Experimente projeto Sérgio Parada Turismo

Brasília possui um legado de mais de 260 obras de Athos Bulcão inventariadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Muitas delas não estão no circuito turístico e podem passar despercebidas pelos que querem conhecer um pouco mais do artista que adotou Brasília como residência. Nas residências unifamiliares na quadra 107 Norte; no bloco K de apartamentos da 203 Sul; na 210 Sul,  blocos C e I; e na Escola Classe da 407 Norte estão painéis em azulejaria, sem contar nas obras instaladas em 25 casas nos Lagos Sul e Norte. “Athos Bulcão é um dos artistas mais entrosados com a arquitetura da cidade. Ele, Oscar Niemeyer e João Filgueiras Lima, o Lélé, transformaram Brasília em um grande museu a céu aberto”, opina o arquiteto Sérgio Parada.

Residenciais SQN 107  bloco F

Residenciais da SQN 107, bloco F, com os azulejos de Athos

Além dos azulejos, a obra do artista ainda inclui painéis com diversas técnicas em endereços públicos como o Congresso Nacional, onde estão 12 deles, Ministérios da  Saúde e  das Relações Exteriores, Palácio do Itamaraty,  Palácio do Planalto e do Buriti,  e o auditório da Confederação Nacional dos Trabalhadores.

Em 1990, Sérgio Parada foi responsável pela reforma na infraestrutura do Aeroporto Internacional de Brasília. Convidou Athos Bulcão para o trabalho.A parceria deu tão certo que virou amizade. Foram três obras no Terminal de Passageiros; dois painéis em azulejos na antiga Estação Satélite Norte e um de aço perfurado com múltiplas cores  instalado  no antigo Terraço Panorâmico. “É uma beleza ver a perspectiva do painel, um dos maiores que o Athos já desenhou. São mais de cem metros lineares,” diz Sérgio. A casa do arquiteto, como outras de amigos de Athos, possui dois grandes painéis e várias outras obras do artista, todos com a assinatura do artista.

Azulejo feito para o arquiteto Sérgio Parada

Azulejo feito para o arquiteto Sérgio Parada

A azulejaria, uma das grandes características do artista, oferecida  quase como um encontro casual, representa  face mais mais conhecida.  Igrejinha Nossa Senhora de Fátima, Memorial JK, Torre de TV, fachada do Teatro Nacional Cláudio Santoro, Catedral, Parque da Cidade e Clube do Congresso no Lago Norte estão entre os mais vistos. A Fundação Athos Bulcão possui um mapa para que turistas e moradores identifiquem 30 pontos e trajetos para visitação. Pintor, escultor, desenhista Athos Bulcão faria 100 anos em julho de 2018.

Azulejos do Aeroporto Internacional de Brasília

Azulejos do Aeroporto Internacional de Brasília

Preservação

A importância do artista não é o suficiente para a preservação das obras distribuídas pela cidade. No Centro Cultural Missionário da CNBB há dois grandes painéis. Um na fachada externa da capela e outro no refeitório. No refeitório, sobre o painel do artista, há  quadros, bebedouro e porta-toalhas. “Infelizmente há pessoas que não entendem que a obra de arte não é somente revestimento de parede”, diz Vitor Borysow, da Fundação Athos Bulcão.

A síndica dos blocos residenciais, F e I , da 107 Norte, Tânia Guedes diz que os prédios são muito visitados por estudantes de arquitetura, mas a manutenção é difícil pois as peças ocupam quase todos os andares. “Eventualmente necessitamos trocar um azulejo que cai, e todo processo é realizado somente pela Fundação Athos Bulcão. O custo é quase impossível, mesmo dividindo entre 24 apartamentos”. Um dos fatores apontados para o custo é a necessidade de criteriosa intervenção. “O trabalho é uma intervenção a leitura estética da obra com substituições, reparo de trincas, adequação cromática nos azulejos e limpeza nos rejuntes”, explica Borysow. 

Serviço

A Experimente e a Camelo Bike Tour desenvolveram rotas de bicicleta ou passeios para crianças para visitação dos pontos onde se encontram as principais obras de Athos Bulcão. A Trilha dos Azulejos foi premiada como a melhor ação de educação patrimonial do Brasil, que permite ensinar às crianças a importância da compreensão do universo sócio-cultural e da trajetória histórico-temporal em que ela está inserida. Já percorreram esta trilha mais de 20 mil crianças e estudantes.

Contato (61) 982566162 ou info@experimentebrasilia.com.br

    Notice: Tema sem comments.php está obsoleto desde a versão 3.0 sem nenhuma alternativa disponível. Inclua um modelo comments.php em seu tema. in /var/www/publicacao/jornalismo/site-root/wp-includes/functions.php on line 2957

    Deixe uma resposta

    Entrevistas
    Entrevista Inovar é saber como os outros se comportam
    Cidadania
    Foto: Ingrid Pires Projeto leva esporte e música a adolescentes em Sobradinho
    Cidades
    Placas que sinalizam as saídas do parque, quando existem, estão degradadas. Parque da Cidade precisa de sinalização

    Mais lidas