Esporte

Vôlei de Praia em Brasília é destaque nacional

Há dez anos o NCT tem acompanhado os principais campeonatos da modalidade de praia no Brasil

Tags:
Centro de Treinamento Esporte jampa NCT volêi Volei de Praia Volei Master Plan

Por mais que a Capital Federal do país não tenha praias como as regiões litorâneas do Brasil, o Nosso Centro de Treinamento (NCT) consegue conciliar o vôlei de praia em quadra ofertada no Parque da Cidade. “É uma opção para quem quer aprender a competir” declara técnico idealizador do NCT, Léo Santos, 39.

Nomes como Léo Vieira, Bruno Schmidt, Fabíola Constâncio e entre outros, foram a inspiração para o treinador, que fundou o centro de treinamento há dez anos. Léo, que é campeão nacional e já disputou diversos campeonatos desde os 12 anos, mas observa que apesar de completar dez anos em dezembro de 2018, o projeto de inclusão não é bem conhecido na capital, porém é uma das cidades que mais enviam duplas para disputar campeonatos.

Treinador Léo Santos do NCT orientando seus alunos

Treinador Léo Santos do NCT orientando seus alunos

O brasiliense e campeão nacional do Jampa Master em João Pessoa, Marcelo Neto, 41, embora não participe do NCT e atualmente tem o esporte como hobby, ressalva a importância do espaço para treino em Brasília. “Estamos falando da capital do país, onde existe um lago e é artificial, hoje Brasília representa bem os campeonatos tanto no Vôlei Master do Saquarema no Rio, como no Jampa na Paraíba”, acrescenta. O campeão já jogou juntamente com Léo Vieira nas “peladas” da Ceilândia e relembra as disputas ao longo da carreira. “Já ganhamos de duplas que venceram campeonatos mundiais”, afirma Marcelo, com expectativas de competir novamente em João Pessoa nos dias 28 de abril à 1º de maio.

Sem fins lucrativos, os “paitrocínios”, como brinca Léo Santos, são os que têm sustentado o NCT, que atualmente conta com aproximadamente 60 atletas, das categorias sub 12, sub 15, sub 17, sub 19, sub 21 e adulto masculino e feminino. É o caso da Elizabeth Barros, mãe da jogadora Ana Tereza Calvacante de Barros, de 20 anos, que harmoniza o esporte com o curso de Engenharia Ambiental na UnB. “Minha filha, desde os oito anos de idade, sempre gostou do esporte enquanto estávamos no Ceará, então ela passou na UnB e encontramos o NCT em Brasília”, conta Beth, de 50 anos. Ana pôde disputar campeonatos treinada por Léo Santos e em todas as competições os pais tiveram que auxiliar financeiramente. Atualmente, Ana também é patrocinada pela academia Dom Bosco, que segundo Beth, já é uma grande ajuda.

Treinador Léo Santos no campo do NCT

Treinador Léo Santos no campo do NCT

Jogadores e ex-jogadores se encontram no Parque da Cidade
Jogadores e ex-jogadores se encontram no Parque da Cidade
Beth mãe de Ana a acompanha nos treinamentosBeth mãe de Ana a acompanha nos treinamentos

 

    Notice: Tema sem comments.php está obsoleto desde a versão 3.0 sem nenhuma alternativa disponível. Inclua um modelo comments.php em seu tema. in /var/www/publicacao/jornalismo/site-root/wp-includes/functions.php on line 2957

    Deixe uma resposta

    Cultura
    O taxidermista César Leão em seu ambiente de trabalho Brasília conta com dois museus de taxidermia
    Ciência e Tecnologia
    Telescópio do Planetário de Brasília Descubra qual a possibilidade de um meteoro atingir a Terra
    Esporte
    IMG_4988 Distrito Federal pode ser representado no skate na próxima Olimpíada

    Mais lidas