Cidades

Entorno deve contar com ‘bolsões’ até o final do ano

Áreas exclusivas para motociclistas aguardarem nos semáforos estão sendo implementados no Plano e a próxima etapa deve contemplar Ceilândia, Taguatinga e Águas Claras

Tags:
#espaçosexclusivos #motos#motociclistas#bolsões

Com o objetivo de garantir mais seguranças, áreas exclusivas para motociclistas aguardarem nos semáforos começam a ser instaladas em vias como W3 Sul e Norte. Apenas no Plano Piloto, a previsão é implantar cerca de 50. Trinta e três delas já estão em funcionamento. Até o final do ano, cidades do entorno, tais como Águas Claras, Ceilândia e Taguatinga, também devem contar com os chamados bolsões. O objetivo é diminuir o número de acidentes. Apenas até março deste ano, segundo a assessoria de comunicação do Detran, já foram registradas 21 mortes de motociclistas. Atualmente, as motocicletas somam 197.681 unidades no DF.

Morador de Ceilândia, Erick Pereira, de 22 anos, vê a novidade como necessidade, até em função do número de motociclistas existentes no entorno . “Saio de casa sempre bem cedo e não pego muito trânsito. Já na volta pego engarrafamento. Nas vias do Plano dá para andar e usufruir tranquilo os bolsões, já quando chego nos semáforos da Ceilândia, que não tem os bolsões, aí fica aquele aglomerado no trânsito, muitas motos nos corredores e desorganização”, relata ele.

Erick Pereira morador da Ceilândia sente falta de espaços exclusivos na cidade

Erick Pereira, morador da Ceilândia, sente falta de espaços exclusivos na cidade

O estudante ainda conta que se sente mais seguro e respeitado com a área exclusiva para os motociclista aguardarem o sinal verde.  “Quando não tinha o bolsão, nós motoqueiros ficávamos muito apertados nos corredores e já presenciei discussões ou conflitos por conta disso”, diz.

Já o também estudante Gustavo Pontes, de 20 anos,  afirma que o projeto  é interessante, mas pode melhorar.  “Acredito que precisa de um tempo para o pessoal se acostumar e entender que aquele espaço não é para carros”, afirma. Ele opina que seria muito melhor se dedicassem uma faixa ou parte dela  para motos, pois para chegar até os bolsões é preciso passar pelos corredores, nos quais os motociclistas ficam mais vulneráveis. “Isso sim com certeza evitaria muitos acidentes, motos ficarem passando no meio de carros que é muito perigoso”, analisa.

Depois da etapa do Plano Piloto, que foi considerada como prioridade, por, segundo assessoria, ter mais fluxo dos veículos, será dada a continuidade no entorno. A assessoria de imprensa ainda afirma que o projeto para essas cidades será realizado até o fim deste ano.  A resolução 550 de 2015 do Conselho Nacional do Trânsito (Contran) indica que a sinalização vertical educativa executada de acordo com as normas poderá ser complementada pela nova sinalização  de área de espera definida.

Deixe uma resposta

Saúde
_DSC0012 Narguilé: Mitos e verdades
Cidadania
Ônibus do banho do bem Projeto social resgata dignidade de quem mora na rua
Economia
É possível encontrar peças dos valores mais variáveis possíveis. Novas formas de consumo sugerem adaptações no mercado da moda

Mais lidas