Cultura

A arte une Samambaia

O Espaço Imaginário Cultural é ponto colaborativo para expandir e manter viva a cultura de Samambaia

Tags:
#cordeldoamorsemfim #EspaçoImaginariocultural teatro

O Espaço Imaginário Cultural é um dos símbolos da resistência artística em Samambaia (QS 103 Conjunto 05 Lote 05) desde 2011. No local, que pertence à Administração de Samambaia, funcionava um centro comunitário que entregava pão e leite para a população. Com o passar do tempo, o centro transformou-se em um depósito abandonado e sem nenhuma função social. Foi a partir daí que Marília de Abreu e Miguel Mariano, da Cia. Roupa de Ensaio, viram a oportunidade para a criação de um novo projeto.

Composto por coordenadores do projeto e comunidade, um mutirão foi formado para reformar e construir parte do recinto. Todos as pessoas envolvidas enxergavam o local como palco de cultura e resistência em Samambaia. E assim foi feito. O espaço oferece oficinas em parceria com a Secretaria de Educação do DF,  sendo elas de teatro, teatro de bonecos, capoeira, danças populares brasileiras, entre outras. As atividades contam com 120 pessoas inscritas.

Acontecem também saraus de poesia e shows de músicos locais, salas abertas para ensaios de artistas e lançamentos de livros. Tudo gratuito. Para participar das oficinas, é necessário fazer a inscrição pelo Facebook (facebook.com/ ImaginarioCult) e confirmar no local.

Frequentadora do espaço desde a inauguração, a  revisora de textos Naiara Pereira, 31 anos, conta que sempre que possível está presente em atividades ofertadas pelo Imaginário. “Nós vemos esse tipo de espaço no Plano Piloto. As periferias acabam ficando carentes em relação a incentivo a cultura, por isso sempre venho para aprender, claro, mas para fortalecer esse movimento”, aborda.

Naiara Pereira frequenta o espaço desde a inauguração.

Naiara Pereira frequenta o espaço desde a inauguração

Segundo Marília o espaço está aberto a todo tipo de atividade cultural do Distrito Federal. “Nosso objetivo era o de ter um espaço onde pudéssemos ensaiar, receber outros grupos, informar a cidade e auxiliar esse movimento local, que é muito rico, grande e diverso”, afirma. Para a produtora o Imaginário Cultural conseguiu agregar mais artistas e moradores a esse movimento.

O local ainda mantém um evento cultural chamado Eixo Imaginário – Arte Fora do Plano. O projeto é a junção de todas as atividades que acontecem no local. A cada edição são realizadas oficinas e espetáculos, como O Imaginário Convida e Matinê Imaginário. Também tem colônia de férias e projetos como Café Imaginário, Rua de Lazer e Com Cultura e Com Afeto.

Inaugurado em 2015 o  projeto Com Cultura e Com Afeto consiste em levar alunos do ensino fundamental até o local para fazer uma vivência. Durante este processo, as crianças conhecem o espaço, a arte do local, e participam de contação de histórias. Além disso, assistem ao espetáculo Papo de Lixo, que orienta sobre a coleta seletiva. Por fim, ainda conhecem diferentes costumes do País por meio de uma apresentação de dança popular.

Cordel do amor sem fim

Escrita pela jovem baiana Claúdia Barral e dirigida por Rafael Soul, o espetáculo Cordel do amor sem fim, da Cia. Fábrica de Teatro teve estreia no começo de junho no Espaço Imaginário e segue com temporada nos dias 15, 16, 17 de junho no Teatro Dulcina em Brasília, e no dia 23 retorna ao Imaginário.

Folheto distribuído antes do espetáculo Cordel do amor sem fim.

Folheto distribuído antes do espetáculo Cordel do amor sem fim

“O espetáculo vem para a gente dar uma respirada em meio a tanto ódio. Ele traz a esperança como a condutora do amor”, explica o diretor Rafael Soul. Segundo ele, Cordel do amor sem fim está com temporada curta, mas que tem como projeto ser inscrito em festivais e adaptado para a língua espanhola e ser apresentado fora do país.

Moradora de Taguatinga a promotora de vendas Gabrielle Calvante, 22 anos, desconhecia o local até ser convidada por uma amiga para assistir ao espetáculo. Gabriella se diz encantada com o espaço e com a programação ofertada para a população e artistas. “Ver as pessoas consumindo cultura em ambientes considerados vulneráveis é um ato de resistência. Pretendo vir mais vezes e aprender com eles”, afirma.

Para Rafael, as cidades mais carentes são consumidoras de cultura, basta ser fornecida. “O espaço Imaginário veio para fortalecer essa cena em Samambaia e dar oportunidade para outros artistas apresentarem seus projetos”, relata.

A trama de Cordel do amor sem fim se passa em Carinhanha, sertão baiano, às margens do Velho Chico, e se desenvolve à maneira de um poema de cordel com um final surpreendente. O elenco é composto por 5 pessoas e três músicos. O projeto possui fomento do FAC-DF.

Espetáculo Cordel do amor sem fim.

A história do espetáculo Cordel do amor sem fim se passa no sertão baiano

Serviço

Local: Teatro Dulcina (Conic – centro)
Datas: 15, 16, 17 de junho
Horário: 20h
Ingresso: R$10,00 (meia) R$ 20, 00 (inteira)

Local: Espaço Imaginário Cultural em Samambaia (QS 103 Conjunto 05 Lote 05)
Data:  23 de junho
Horário: 20h
Entrada franca

 

 

Notice: Tema sem comments.php está obsoleto desde a versão 3.0 sem nenhuma alternativa disponível. Inclua um modelo comments.php em seu tema. in /var/www/publicacao/jornalismo/site-root/wp-includes/functions.php on line 2957

Deixe uma resposta

Cultura
O taxidermista César Leão em seu ambiente de trabalho Brasília conta com dois museus de taxidermia
Ciência e Tecnologia
Telescópio do Planetário de Brasília Descubra qual a possibilidade de um meteoro atingir a Terra
Esporte
IMG_4988 Distrito Federal pode ser representado no skate na próxima Olimpíada

Mais lidas