Turismo e Lazer

O sabor que vem de outros estados

Os imigrantes do DF trazem a culinária na bagagem e tentam matar a saudade dos sabores da terra natal

Tags:
comida regional comida típica culinaria pratos regionais

    Com muitas pessoas vindas de outros estados, o DF tem em sua culinária muitos sabores. Conforme a Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios realizada pela Codeplan em 2015, são 51,08% de imigrantes. Eles trazem suas receitas e vão em busca de lugares onde possam degustar suas delícias.

    Ana Maria gosta de preparar a moqueca capixaba na panela de barro

    Ana Maria gosta de preparar a moqueca capixaba na panela de barro

    Ana Maria Silva é de Barro de São Francisco, no Espírito Santo, e está no DF há quase três anos. Sabe preparar os seus pratos preferidos da culinária de sua terra natal: torta de frango, torta capixaba e a famosa moqueca capixaba, que pra ela tem que ser feita na panela de barro. “Eu acho que o sabor é outra coisa. A moqueca fica quente por mais tempo”, justifica. Quanto aos ingredientes, o difícil para ela é encontrar o peixe de água salgada. E quando encontra, é mais caro por causa da distância e ela tem receio de não estar novo. “Uma vez vimos o badejo numa feira, mas eu fiquei com medo de comprar. Fiquei com medo de não estar novo. Mas diz que na Feira do Guará você encontra tudo novo, fresquinho”.

    A Banca das Baianas fica na Feira do Guará, mas não vende peixe. Vendendo produtos nordestinos, Ana Cléa Santos mantém o local com sua família. Vende inhame, rapadura, dendê, melado, camarão seco, beijus, massa de tapioca… Vinda de Feira de Santana, na Bahia, no DF há 29 anos, no começo trazia todos os produtos da terra natal. Hoje, a família produz a farinha, a massa de tapioca e os beijus. “A gente planta a mandioca, cultiva, arranca, rala, faz todo o processo”. E os clientes aprovam, especialmente quem vem de fora e os descendentes. “Tem filhos de nordestino que aprenderam a comer. O paraibano, o cearense, o pai e a mãe comiam… Tem geração de bebê que come daqui já da banca”, conta.

    Para trazer o gostinho do Norte, Érika Silva abriu o restaurante Sabor do Pará em 2011, também na feira. Bom para os paraenses. Ana Maria ainda não encontrou um restaurante de comida capixaba por aqui. A maioria dos clientes de Érika é do Pará e compra muito tacacá, vatapá e pato. Apesar de ser restaurante, o local também oferece os ingredientes pra quem quer preparar o prato em casa, como tucupi, jambu e pirarucu salgado. Natural de Castanhal (PA), Érika diz que, apesar do nome, o vatapá é diferente do baiano. “Vatapá paraense é camarão, verduras, dendê e engrossado no trigo. Bem diferente, né?”, diz ela sorrindo e ressaltando que o vatapá dela sai demais. O açaí não é cheio de misturas; ela ouvia da avó que faz mal. É puro, com açúcar e farinha de tapioca ou de puba.

    Para Kátia, o caranguejo é o prato mais gostoso

    Para Kátia, caranguejo é o prato mais saboroso

    Vinda de Recife, Pernambuco, Kátia Domício cozinha algumas das coisas que costumava comer por lá: cuscuz, batata-doce, inhame e mandioca, que lá é macaxeira. O cuscuz é com leite de coco quentinho por cima. Outros pratos que gosta muito são a dobradinha e o sarapatel, mas estes ela não sabe preparar e só come quando vai a Recife. Já encontrou por aqui, na Feira de Ceilândia, mas “não é como Recife, porque eu gosto dele bem picadinho, tanto o sarapatel quanto a dobradinha, e aqui eles costumam cortar em pedaço grande”. Soube por um amigo, também pernambucano, que tem sarapatel na Feira do Cruzeiro, mas ele já foi avisando que não é igual ao de lá. Ela nem foi. O caranguejo, predileto de Kátia, comia no Restaurante Nosso Mar, na Asa Norte, quando morava perto. Este ela recomenda!

    Serviço

    Banca das Baianas

    Feira do Guará, Corredor O, Banca 298, Brasília/DF

    Funcionamento: quinta a domingo das 08 às 18 horas

    Telefone: (61) 99290-5897 / 99114-1545

    Restaurante Sabor do Pará

    Feira do Guará, área externa, Brasília/DF

    Funcionamento: quinta a domingo das 08 às 18 horas

    Telefone: (61) 98120-6861/4102-8484

    Facebook: https://www.facebook.com/sabordoparabsb

    Instagram: http://instagram.com/sabordoparabsb

    Restaurante Nosso Mar

    Endereço: Asa Norte Comércio Local Norte 115 Bl B Lojas 3,77 – Asa Norte, Brasília/DF

    Funcionamento:

    Horários de funcionamento

    Domingo          12:00 – 00:00

    Terça a sexta   12:00 – 01:00

    Sábado

    12:00 – 02:00

    Telefone: (61) 3349-6556

    Facebook: https://www.facebook.com/nosso.mar/

    Notice: Tema sem comments.php está obsoleto desde a versão 3.0 sem nenhuma alternativa disponível. Inclua um modelo comments.php em seu tema. in /var/www/publicacao/jornalismo/site-root/wp-includes/functions.php on line 2957

    Deixe uma resposta

    Cultura
    O taxidermista César Leão em seu ambiente de trabalho Brasília conta com dois museus de taxidermia
    Ciência e Tecnologia
    Telescópio do Planetário de Brasília Descubra qual a possibilidade de um meteoro atingir a Terra
    Esporte
    IMG_4988 Distrito Federal pode ser representado no skate na próxima Olimpíada

    Mais lidas