Meio Ambiente

Educação ambiental deve começar na infância

Ideia é despertar consciência de futuras gerações para necessidade de ser responsável pela natureza

Tags:
Decomposição educação ambiental Ensino ambiental Reciclagem
Responsável por trabalhos práticos envolvendo materiasi recicláveis

Carol: responsável por educação ambiental

Reciclagem de tampas de garrafas, lacres de latinhas e  objetos plastificados são matéria prima para uma brincadeira para lá de consciente. A educação ambiental deve começar cedo, na avaliação da pedagoga Carol Amorim, de 21 anos. Para diminuir os impactos negativos que os objetos e materiais descartáveis causam, as crianças devem aprender que a natureza é o lar delas. Carol ensina crianças a realizarem atividades e trabalhos durante o ano letivo como tabuadas, decorações e jogos que incentivem o intelecto. “Eu poderia usar outros tipos de materiais. Ao recolher as tampinhas eu consigo trabalhar com a reciclagem e conscientização do meio ambiente”, conta Carol.

São pequenas ações como as de Carol que podem refletir positivamente na natureza. É o caso da advogada Sandra Maria Soares dos Santos, 35. Frequentadora de uma igreja evangélica, ela notou o uso demasiado de copos descartáveis no templo, que conta com cerca de 800 a mil fiéis por culto. Em média, a igreja utiliza cerca de 30 mil copos por ano. Considerando o tempo de decomposição, que varia de 250 a 400 anos, um produto apresenta danos irreversíveis a curto prazo. “Isso é um prejuízo enorme para o meio ambiente e se reflete para as próximas gerações”, relata a advogada.

Sandra comenta que se cada pessoa parasse para pensar no lixo produzido, como ele reflete na natureza e nas gerações vindouras, a situação seria diferente, pois para ela o planeta é um lugar que todos devem zelar.

Para a consultora de cosméticos Liliane Abreu, 33, essa educação se tornou essencial para o filho, Guilherme, de apenas 6 anos. Segundo Liliane, Guilherme aplica os ensinamentos em casa em prol do bem-estar do meio-ambiente. “As vezes ele me chama a atenção por eu estar fazendo algo que possa ferir a natureza”, conta.

O impacto que o lixo pode causar é de anos, como o  radioativo que chega a 450 anos. Já o vidro pode durar até um milhão de anos e, um pneu de borracha, ninguém sabe ao certo. Confira:

 

Fonte: Setor Reciclágem

Fonte: Setor Reciclágem

 

Notice: Tema sem comments.php está obsoleto desde a versão 3.0 sem nenhuma alternativa disponível. Inclua um modelo comments.php em seu tema. in /var/www/publicacao/jornalismo/site-root/wp-includes/functions.php on line 2957

Deixe uma resposta

Cultura
O taxidermista César Leão em seu ambiente de trabalho Brasília conta com dois museus de taxidermia
Ciência e Tecnologia
Telescópio do Planetário de Brasília Descubra qual a possibilidade de um meteoro atingir a Terra
Esporte
IMG_4988 Distrito Federal pode ser representado no skate na próxima Olimpíada

Mais lidas