Turismo e Lazer

Fotografia transformada em brincadeira

Uso de câmeras e celulares é cada vez mais comuns entre turistas como sinônimo de diversão

Tags:
fotografia fotografia e turismo selfie Turismo

Com a facilidade de capturar uma imagem, seja em câmera ou em celular, o registro fotográfico é cada vez mais uma brincadeira para os turistas. É o caso da dona de casa Marisa Silva, 39, que veio de São Paulo com a família para Brasília. “Viemos conhecer a capital do nosso país e estou encantada com os monumentos, registro tudo quanto posso”, afirma a dona de casa.

Marisa e família aproveitam dia ensolarado para visitar monumentos da cidade

Marisa e a família aproveitam o dia ensolarado para visitar monumentos da cidade

O empresário Ivaldo Dias, 43, veio de Presidente Prudente, São Paulo, pela segunda vez à Brasília. Ivaldo conta que fez mais de 40 registros fotográficos do Congresso Nacional, sempre ao lado da esposa. “Não sou fotógrafo e muito menos sei tirar fotos. Na emoção do momento, não podemos perder um clique”, conta. O entusiasmo é tão grande que o empresário planeja retornar à Capital em setembro para fazer o ensaio de 15 anos da filha, na Ermida Dom Bosco, no Lago Sul. “Ela ficou admirada com a Ermida e sei que será um momento inesquecível para ela”.

Com a família, Ivaldo visita o estádio do Mané Garrincha e prevê volta à Brasília

Com a família, Ivaldo visita o estádio do Mané Garrincha e prevê volta à Brasília

Segundo Marisa, a insegurança é o motivo pelo qual ela evita fotografar em locais públicos, principalmente quando não há patrulha policial no local. “Por mais que eu queira tirar fotos, eu fico com o pé atrás pois nunca se sabe quem são as pessoas que estão no seu redor, eu gastei mais de seis mil nessa câmera”, relata a dona de casa que já foi assaltada em  visita turística a João Pessoa.

A arquitetura  motivou a empresária Geovana Carvalho, 28 anos, moradora de  Sorocaba, no interior de São Paulo, a visitar Brasília.  Ela  se encantou com as obras de Niemeyer e Athos Bulcão e registrou todos os momentos. “Estou fascinada! Ao trazer minha família, eu sabia do desafio que enfrentaria pois meu filho tem apenas três meses, porém ele é o que mais se diverte”, afirma. O irmão de Geovana, Wellignton Carvalho, afirma aproveitar as viagens para fazer fotos especificamente para o perfil no instagram. “Não é sempre que temos a oportunidade de viajar, são essas oportunidades e em lugares como esses que nos fazem ver que existe um mundo além do nosso. Para lembrar disso, vale uma boa foto”, conclui.

Filho da Geovana, Diego Filho, se diverte nas ruas de Brasília

Filho da Geovana, Diego Filho, se diverte nas ruas de Brasília

 

 

 

 

Deixe uma resposta

Turismo e Lazer
As cartas estão presentes na história da banda e dos fãs. Misticismo e boa música envolvem a banda O Tarot
Economia
Carla De funcionário a microempreendedor
Saúde
Foto_1 Endometriose e a dificuldade de diagnóstico

Mais lidas