Ciência e Tecnologia

IESB Lab tem dois projetos de startups na Feira Capital Empreendedora

O laboratório de startups começou em 2017 e já participa de feiras com grandes nomes do empreendedorismo

Logotipo da incubadora IESB LAB

Logotipo da incubadora IESB LAB

Tudo o que um empreendedor que está começando precisa é de alguém que acredite no seu trabalho e de um espaço para trabalhar. Assim nasceu o primeiro espaço de coworking do IESB, o IESB Lab, que também é uma incubadora de startups. Mas não só disso vive o IESB Lab. Eles também promovem networking, cursos, palestras e meetups com temas voltados para tecnologia, gestão e inovação.

Além das startups, o IESB Lab também dá um workshop criativo. “Foi uma ideia que eu tive para realizar workshops, palestras e bate papos em locais alternativos. Por enquanto, temos feito no IESB porque para fazer em locais alternativos falta disponibilidade de recursos móveis, como TVs e projetores”, conta o idealizador André Lago. O principal objetivo é dar o pontapé inicial na galera para começar a buscar o conhecimento necessário sobre assuntos vagamente abordados em sala de aula, mas que são de interesse dos alunos e já são realidade nas empresas.

André Lago, coordenador do IESB Lab

André Lago é coordenador do IESB Lab

Ainda sobre as startups, a cada ano, dois editais para convocação de startups são lançados, com modelo de pré incubação para empresas que ainda estejam na fase das ideias e o modelo de incubação para empresas que estão começando a dar seus primeiros passos no mercado. A pré incubação, que dura seis meses, é mais para validar aquela ideia e fazer com que o futuro empresário já saia com um produto pronto para comercializar. “A incubação é quando o processo já está maduro, então é mais para moldar ao mercado e alavancar essa ideia”, conta André.

Duas empresas do IESB Lab participaram da Feira Capital Empreendedora 2018, realizada em maio deste ano. A Meu Rango é uma plataforma que busca reduzir o custo de aplicativos de pedidos de comida, como iFood. Ao invés da empresa se sujeitar a outras plataformas, a Meu Rango cria a plataforma própria da empresa para que assim ela não precise de plataformas externas para realizar vendas. “Decidimos participar da feira porque a exposição é a melhor forma de difundir nossa startup, já que teria um movimento muito grande e a marca ficaria exposta pra muita gente”, conta Ami Aram, um dos responsáveis pela empresa.

A Fluiu é uma empresa de contabilidade online e está incubada no IESB Lab há um ano. “O IESB Lab deu um suporte enorme pra gente enquanto startup. O processo foi bem tranquilo. Fomos acelerados por uma empresa que tem parceria com o IESB Lab e tudo se encontrou”, conta Deivid Vasconcelos, que está à frente da Fluiu. A incubadora de startups do IESB ajuda as novas empresas principalmente em questão de espaço físico. “A feira foi muito importante tanto pelo networking quanto pelas palestras que foram muito interessantes e ajudaram nosso lado empreendedor”, conclui Deivid.

Deixe uma resposta

Turismo e Lazer
As cartas estão presentes na história da banda e dos fãs. Misticismo e boa música envolvem a banda O Tarot
Economia
Carla De funcionário a microempreendedor
Saúde
Foto_1 Endometriose e a dificuldade de diagnóstico

Mais lidas