Economia

Mercado de cosméticos naturais tem crescido no DF

Segundo pesquisa, cerca de 15% da população urbana consumiu algum produto orgânico em 2017

Tags:
#cosméticanatural empreendedorismo orgânico

Não existem números que deem a real dimensão do mercado de cosméticos naturais, orgânicos, veganos e sustentáveis no Brasil, mas alguns estudos reforçam que esse segmento, apesar de ainda pouco expressivo, tem um potencial de crescimento surpreendente. Segundo pesquisa divulgada pelo Conselho Brasileiro de Produção Orgânica e Sustentável (Organis), cerca de 15% da população urbana consumiu algum produto orgânico em 2017. A maior procura por este tipo de produto (34%) está na região Sul e em seguida e no Centro Oeste (21%).

Neste cenário, o mercado de cosméticos naturais em Brasília tem se fortalecido. A mudança na percepção do consumidor em relação aos produtos orgânicos, aliada à crescente utilização de produtos ambientalmente sustentáveis, estimulou o crescimento de produtos derivados orgânicos. Além disso, a fabricação desses produtos ajuda a reduzir a poluição consumindo recursos naturais e reduzindo a dependência de recursos derivados do petróleo.

Thabatta Soares começou produzindo os cosméticos para uso próprio, hoje, o ofício é a principal fonte de renda da esteticista

Thabatta Soares começou produzindo os cosméticos para uso próprio; hoje, o ofício é a principal fonte de renda da esteticista

Com essa preocupação, a esteticista Thabatta Soares, 23 anos, uniu o conhecimento adquirido na graduação com a vontade de fazer mudança. A esteticista então decidiu fabricar os próprios cosméticos. A princípio sem muita perspectiva de vendas, Thabatta percebeu, com o passar do tempo, a necessidade das outras pessoas em adquirir os produtos. Foi a partir daí que ela e uma amiga resolveram criar o coletivo Sekhmet. “Participamos de feiras e geralmente eventos gratuitos que nos dão a liberdade de expor. As redes sociais também nos agregam bastante nas vendas e na expansão do coletivo”, conta. Atualmente, a venda dos cosméticos tem sido a principal fonte de renda da esteticista.

A Grand View Research Inc., uma empresa de consultoria e pesquisa de mercado sediada nos Estados Unidos, divulgou um relatório no começo deste ano afirmando que o tamanho do mercado global de higiene pessoal deverá atingir US $ 25,1 bilhões até 2025. Espera-se que a crescente demanda por produtos orgânicos e naturais para tratamento capilar, cuidados com a pele e cosméticos aumente o crescimento do mercado durante o período projetado.

Segundo o economista Romeo Chinevitt a crescente demanda por produtos químicos para pele e cabelo, juntamente com a mudança de atitudes dos consumidores em relação aos cuidados pessoais orgânicos, também contribuiu para o crescimento da indústria. Porém as marcas orgânicas ainda sofrem com o mito de que o orgânico é direcionado para pessoas com poder aquisitivo elevado. “Essa é a maior barreira enfrentada por esse mercado. Por ofertar produtos diferenciados, por sua maioria artesanais, o consumidor questiona sobre o valor e isso faz com que haja um declínio. Mas isso varia bastante, pois o aumento da renda disponível do consumidor desempenhou um papel fundamental no crescimento do mercado nos últimos anos. As pessoas começaram a investir em produtos orgânicos, que têm grande chance de expansão”, explica.

“Quando se trata de cosméticos, o consumidor brasileiro leva muito em consideração a opinião de conhecidos que já tenham utilizado determinado produto, e dentre os adeptos dos cosméticos orgânicos, a principal motivação para o uso não é, necessariamente, o ativismo, mas sim a qualidade dos produtos”, conta Romeo.

Cosmética natural e personalizada

A princípio fabricando apenas para familiares e amigos, a pesquisadora em aromaterapia e cosmética natural Maridelma Ilario, 43, viu os produtos tomando forma pelo famoso boca-a-boca. E foi a partir daí que ela enxergou a necessidade de criar a Essenciar. “É um empreendedorismo que está se expandindo muito. Porém existe uma diferença entre um produto dito como ‘natural’ feito por um empresa industrial, e outro que é feito por uma pessoa. Um coisa é o processo industrial feito em grande quantidade por máquinas, sem considerar a necessidade de cada pessoa, que é o que um artesão de cosmético natural (pessoa física) faz”, relata.

Para Maridelma o segmento tem obtido crescimento, mas é necessário se aprofundar no que de fato é a cosmetologia e como deve ser aplicada. “É importante estudar, conhecer os produtos que são utilizados para a fabricação de um cosmético, de onde ele vem e quem produz. Por trás de um cosmético há toda uma cadeia de produção da matéria prima que é importante saber”, explica. “Não sinto a necessidade de crescer como grande empresa, quero continuar trabalhando com a cosmética natural, artesanal e personalizada. Isso faz toda a diferença”, acrescenta.

Atualmente, a Essenciar participa de uma feira mensal, no Mercado Cobogó de Objetos localizado na Asa norte (705/905). Boa parte dos produtos é feita sob encomenda.

Simone em uma loja colaborativa, aonde expõe os produtos que revende

Simone em uma loja colaborativa, onde expõe os produtos que revende

Após ser alertada sobre os malefícios dos metais pesados para a saúde, e que muitos são encontrados em produtos de higiene, cosméticos e maquiagens convencionais, a funcionária pública Simone Campos, 40 anos, decidiu criar a Cosvita, loja online que tem como intuito, revender marcas consolidadas neste segmento. “A nossa ideia é a de promover e apoiar a mudança no estilo de vida das pessoas, oferecendo o que há de melhor nos produtos cosméticos com composições mais saudáveis e naturais, respeitando também os animais e o meio ambiente”, conta.

Para Simone, o consumidor jovem é mais receptivo aos produtos. “Vejo uma preocupação maior vinda deles em relação às composições, se são ou não usados em animais. Já os mais velhos têm resistência em trocar o que eles já consomem por algo que ainda está adentrando no mercado”, relata.

Notice: Tema sem comments.php está obsoleto desde a versão 3.0 sem nenhuma alternativa disponível. Inclua um modelo comments.php em seu tema. in /var/www/publicacao/jornalismo/site-root/wp-includes/functions.php on line 2957

Deixe uma resposta

Cultura
O taxidermista César Leão em seu ambiente de trabalho Brasília conta com dois museus de taxidermia
Ciência e Tecnologia
Telescópio do Planetário de Brasília Descubra qual a possibilidade de um meteoro atingir a Terra
Esporte
IMG_4988 Distrito Federal pode ser representado no skate na próxima Olimpíada

Mais lidas