Esporte

Centro de Iniciação Desportiva revela talentos em diversas modalidades

No local, promessas do esporte brasiliense são reveladas e sonham em poder chegar às Olimpíadas de 2020

Tags:
#CIDs #GrandesTalentos

Os Centros de Iniciação Desportiva abrigam vários alunos do ensino fundamental que têm o sonho de se tornarem atletas. Os CIDs foram criados para que os alunos da rede pública de ensino do DF tenham acesso a praticar esportes e revelar grandes talentos para que, no futuro, possam disputar uma Olimpíada.  Todos os dias, o Estádio Augustino Lima, em Sobradinho, é o destino de dezenas de jovens que lá praticam o atletismo, o futebol, vôlei e vários outros esportes.

Marcos Gabriel da Silva, estudante, 14 anos, sonha em alcançar o seu objetivo que é ser jogador de futebol. Ele conheceu o Centro de Iniciação Desportiva quando passaram em sua escola para convidar os alunos que tinham interesse em praticar algum esporte, em 2016. Hoje, já disputa torneios defendendo a sua escola e ganhou várias medalhas. “Vejo que meu futuro é isso, jogar futebol. Não me vejo em outra profissão e com o CID vou ter a oportunidade de realizar o meu sonho”, afirmou.

Marco Gabriel sonha em ser um jogador profissional para jogar no clube de coração, o Flamengo

Marco Gabriel sonha em ser um jogador profissional para jogar no clube do coração, o Flamengo

O gerente de Educação Física e Desporto Escolar, da Secretaria de Educação, Luis Maurício Montenegro, esclarece que os centros funcionam em 14 cidades do Distrito Federal e em alguns casos, utilizam estruturas de ginásios e estádios locais, como acontece em Sobradinho.  Hoje, aproximadamente 12 mil alunos estão matriculados em 17 modalidades esportivas, que vão do atletismo ao handebol, passando pela ginástica rítmica e capoeira. Para ele, as revelações se dão pela capacidade do professor de identificar a qualidade e o talento de cada aluno. “A partir da afinidade de resultados de determinado aluno e  parte do currículo escolar, ele pode motivar esse aluno a participar de uma das atividades e incentivá-lo a se tornar um atleta profissional”, explicou.

Luis acrescenta que o aluno envolvido em atividades esportivas desenvolve valores e atitudes que são bastante positivas, como a disciplina, o cuidado com o corpo, um bom desenvolvimento acadêmico, respeito aos colegas, a ética. Todos esses benefícios vêm por meio do esporte. “Nossa experiência demonstra que tudo isso acaba contribuindo para o seu desempenho não apenas em quadra, mas também em sala de aula”, acredita.

A estudante Thais Tertuliano, 13 anos, é um exemplo de potencial em desenvolvimento no projeto. Ela costumava jogar críquete pelas manhãs, até integrantes do Centro de Iniciação Desportiva passarem na escola dela para convidar alunos a praticarem atletismo, em 2015. Dois anos depois, ela representou Brasília na edição dos jogos escolares, em Curitiba (PR), onde disputou quatro provas de atletismo. “Explicar o que foi representar a minha cidade não tem como. São várias emoções que tomam conta ao mesmo tempo. Fiquei muito nervosa, mas depois foi maravilhoso”.

Ela competiu nas modalidades de corrida 80 metros com obstáculos e 800 metros, de arremesso de peso e de salto em altura. Toda segunda, terça e quarta-feira, Thais treina das 7h30 às 10h30 na pista de atletismo, montada diante do Centro de Ensino Fundamental Cerâmica São Paulo, onde estuda, em São Sebastião.

As atividades no CID são gratuitas e exclusivas para os alunos da rede pública de ensino, realizadas em turno contrário ao das aulas regulares. Os pólos do CID estão localizados nas 14 Coordenações Regionais de Ensino e as inscrições são feitas em qualquer época do ano, diretamente com os professores, basta levar uma declaração de escolaridade expedida pela unidade escolar. Depois de cada bimestre os professores conferem o boletim escolar do atleta possibilitando ou não o treino esportivo. As aulas são gratuitas e ocorrem nos períodos matutino e vespertino. Os horários são segunda, quarta e sexta-feira, com atividades desenvolvidas das 7 h às 11 h, e 14 h às 18 h, para oferecer opções aos estudantes de qualquer um dos dois turnos.

Deixe uma resposta

Entrevistas
Entrevista Inovar é saber como os outros se comportam
Cidadania
Foto: Ingrid Pires Projeto leva esporte e música a adolescentes em Sobradinho
Cidades
Placas que sinalizam as saídas do parque, quando existem, estão degradadas. Parque da Cidade precisa de sinalização

Mais lidas