Ciência e Tecnologia

Descubra qual a possibilidade de um meteoro atingir a Terra

O nosso planeta não conta com qualquer tipo de proteção para conter esses fenômenos

São poucas as pessoas que já viram um meteoro ou meteorito cair do céu. As que já presenciaram o fenômeno o classificam como estrelas cadentes. Poucos sabem que o planeta não conta com qualquer tipo de proteção para conter esses fragmentos de atingir a terra. A queda de meteoritos é constante. Eles são brilhantes e atravessam o céu rapidamente, a uma velocidade aproximada de 30 mil quilômetros por hora. A Administração Nacional Aeronáutica e Espacial Americana (Nasa) tem o registro online de mais de 15 mil objetos como asteroides, cometas e meteoroides circulando bem próximos à Terra.

Telescópio do Planetário de Brasília

Telescópio do Planetário de Brasília

De acordo com o tecnologista da Agência Espacial Brasileira Ademir Xavier já houve casos de meteoros que atingiram a Terra e causaram estragos. “Não tem como barrarmos a queda de meteoros por aqui e nos proteger. Nós detectamos os meteoros maiores, e algumas das pedras menores queimam e a atmosfera consegue barrar a chegada delas por aqui”, declara.

O tecnologista afirmou ainda que esses fenômenos podem ser considerados como riscos. “Se eles forem muito grandes, o risco de destruição total da vida na terra é muito grande”, diz Xavier. O maior e mais recente caso em que um meteoro causou estrago na Terra foi em 2013, na cidade de Tcheliabinsk, na Rússia. O acidente causado pelo fenômeno deixou mais de mil pessoas feridas. O meteoro tinha 15 metros e cerca de 10 toneladas. Ele é considerado o maior objeto a se chocar com a Terra, e de acordo com o site da Nasa, fenômenos dessa magnitude ocorrem a cada 100 anos.

Réplica de foguete do Planetário de  Brasília

Réplica de foguete do Planetário de Brasília

O que são os meteoros

Para entender quais são os riscos dos meteoros atingirem o planeta é preciso compreender quais são as partes que compõem esse fenômeno, ou seja, os cometas e os asteroides. Os cometas são corpos celestes que possuem uma cauda feita de gases, gelo e poeira, e são formados quando estão próximos do sol. Já os asteroides são formados por rochas de estrutura metálica que giram em torno do sol.

Os meteoros são fragmentos de rocha que se constroem a partir de cometas e asteroides. Ademir Xavier, afirmou que os meteoros podem ser de vários tamanhos, desde pequenas partículas até pedras de muitos metros. “Os meteoros têm várias dimensões, as partículas menores caem a todo instante por que o espaço está cheio delas”, conclui.

    Notice: Tema sem comments.php está obsoleto desde a versão 3.0 sem nenhuma alternativa disponível. Inclua um modelo comments.php em seu tema. in /var/www/publicacao/jornalismo/site-root/wp-includes/functions.php on line 2957

    Deixe uma resposta

    Cultura
    O taxidermista César Leão em seu ambiente de trabalho Brasília conta com dois museus de taxidermia
    Esporte
    IMG_4988 Distrito Federal pode ser representado no skate na próxima Olimpíada
    Saúde
    O aplicativo é simples de usar Aplicativo promove atendimento gratuito em clínicas particulares

    Mais lidas