Comportamento

Filhos de 4 patas

Donos não medem esforços para trazer bem estar aos seus cãezinhos

Ter um animal de estimação não é uma novidade. Mas, com o tempo, criou-se uma diferença enorme na forma de tratamento dos mesmos. Quem antes era identificado como dono, agora se tornou “mamãe” e “papai”. A mudança não se deu apenas no tratamento, mas também no comportamento dos amantes de pets. O que parecia ser o auge dos cuidados – banho e tosa, atualmente, tornaram-se o básico.

Segundo pesquisa realizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), em 2013, o número de animais que conviviam em casa já superava o número de crianças de até 12 anos. A pesquisa, além de relatar o aumento progressivo de animais nos lares brasileiros, também confirma a crescente do mercado em torno dos filhos de quatro patas.

A inserção de artigos pets, como camas, laços, gravatas e roupinhas trouxe uma reviravolta para o mundo dos bichinhos. É o que conta as empresárias Paloma Lima e Tayná Dall’Agnol, idealizadoras do Paraíso Pet, um petshop que leva, segundo as donas, carinho e amor como princípios: “Hoje, quem tem cachorro fica preocupado com todos os aspectos que envolvem o animal.” E acrescentam: “As pessoas estão procurando por um pet shop que ofereça os cuidados necessários para o seu filho, porque eles tratam como filho, e é como eles devem ser tratados”.

De um sonho, Montanha se transformou na alegria da casa

De um sonho, o shih tzu Montanha se transformou na alegria da casa

 

Isabela Roriz, que sempre sonhou em ter um “filho de estimação”, conta que era um desejo de anos, mas não tinha consentimento dos pais. “Há mais de 10 anos nós não tínhamos mais cachorro, e eu queria muito outro, mas meu pai não queria”, conta a maquiadora e empresária.

Depois de algum tempo, com a permissão do pai e a chegada de Montanha – da raça shih-tzu, Isabela afirma que o cãozinho conquistou toda a família: “Ele foi conquistando aos poucos, e hoje em dia está aqui, sentando no sofá, tomando conta da casa”.

Os pets na internet

Para além disso, os bichinhos estão tomando conta também das redes sociais. Já existem diversos perfis, principalmente no Instagram, de cães e gatos. É o caso do Chico – Golden Retriever de 1 ano e 10 meses que tem uma conta exclusiva só para ele. Carol Matos, sua mamãe humana, conta que tudo começou por influência de outro perfil: “Eu sempre acompanhei um Instagram, e era apaixonada. Um dia meu namorado falou ‘cria um para o Chico, você vive tirando fotos dele’, foi aí que eu criei. Ele já tinha cerca de 5 meses”. Hoje, Chico já possui mais de 11 mil seguidores na rede social, conquistados inteiramente por meio de suas fotos divertidas e ao mesmo tempo apaixonantes.

 

Recentemente inaugurado, Paraíso Pet já conta com mais de 20 clientes fixos

As empresárias Paloma e Tayná confirmam que cuidados com os cães vão além de banho e tosa

Apesar de ser um ramo em constante crescimento, o mercado pet é um dos que mais dá espaço para novos empreendedores. Paloma e Tayná contam que apesar de o Paraíso Pet ser uma empresa nova – inaugurada entre o final de outubro e início de novembro de 2018, já conquistou visibilidade na região. “A cada dia que passa as pessoas estão tendo mais animaizinhos, estão levando mais a sério, e por mais que tenha bastante concorrência, tem espaço para todo mundo”, afirmam as empresárias.

As empresárias também atestam que apesar de prestarem serviços de banho e tosa, os cuidados vão muito além disso, e não devem ser deixados apenas para as empresas. “Ter o cuidado de sempre pentear em casa, ter cuidado com carrapatos, estar atento à alimentação e sempre deixar a vacinação em dia são cuidados básicos que todo dono deve ter com seu animal”, confirmam.

Notice: Tema sem comments.php está obsoleto desde a versão 3.0 sem nenhuma alternativa disponível. Inclua um modelo comments.php em seu tema. in /var/www/publicacao/jornalismo/site-root/wp-includes/functions.php on line 2957

Deixe uma resposta

Meio Ambiente
Defesa do meio ambiente é desafio em “tempos de globalismo”
Cidadania
A extraordinária Sophia
Entrevistas
Fábio Felix já havia se candidatado em duas outras ocasiões. Eleito por quase 11 mil pessoas, em outubro de 2018, acredita na renovação política e abre portas para novos parlamentares LGBTI+ Um mandato de ternura e resistência

Mais lidas