Notice: Undefined variable: parent_id in /var/www/publicacao/jornalismo/site-root/wp-content/themes/portal_jornalismo_iesb/single.php on line 2
Turismo e Lazer

Centro do Rio de Janeiro agrega histórias e cultura

O local é referência de memórias para a cidade no meio da correria cotidiana

O centro da cidade do Rio de Janeiro é um local que agrega arquitetura da época do Brasil colonial, arte e cultura, misturados à correria do intenso fluxo de pessoas.

Também chamado de “cidade”, o centro aglomera milhares de pessoas todos os dias, como trabalhadores e turistas, graças aos centros culturais e arquitetônicos históricos e aos bares, restaurantes e confeitarias seculares, como a Colombo, fundada em 1894. O espaço remete ao período de belle époque carioca.

Confeitaria Colombo foi eleita uma dos 10 cafés mais belos do mundo,pela site U City Guides

Confeitaria Colombo foi eleita uma dos 10 cafés mais belos do mundo,pela site U City Guides

A cultura também circunda o espaço, com locais como o Museu  Nacional de Belas Artes, o CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil), a Biblioteca Nacional, maior da América Latina e considerada pela Unesco uma das dez maiores do mundo. Feiras de livros nas praças tornam a literatura mais acessível para quem frequenta o centro.

Isis Oliveira, arquiteta e urbanista, resume o que significa o centro da segunda maior cidade do Brasil: “O centro da cidade consegue ser eclético, todo mundo se mistura na hora do almoço para ir naquele restaurante ou boteco de tradição”.

O projeto “Segurança Presente” também atua no local, denominado especificamente na área de “Centro Presente”, o movimento busca patrulhar espaços de casos recorrentes de violência e criminalidade, além de resgatar moradores de rua e levá-los para abrigos e fornecer mantimentos e até recolocação no mercado de trabalho.

Cinelândia

A  parte do centro chamada de Cinelândia era no século XX ponto de diversão e entretenimento da elite carioca, que frequentavam os teatros e cinemas locais. O espaço também é palco constante de manifestações políticas, o mais recente foi a “descomemoração” do golpe de 64, em 31 de março, se opondo ao pedido feito pelo presidente Jair Bolsonaro para que unidades militares comemorassem os 55 anos da ditadura.

O bar e restaurante “Amarelinho da Cinelândia”, fundado em 1921, é um dos bares mais tradicionais da cidade. Cunca Normen e Jorge Marques, aposentados, são frequentadores antigos do bar. Cunca relembra memórias do período da ditadura militar: “Na década de 70 a gente se reunia aqui para saber notícias dos outros que tinham eventualmente desaparecido ou que eventualmente estavam escondidos em algum lugar. Era aqui que a gente buscava informações dos amigos”. Jorge comenta o que mais gosta no local e o que faz ir ali há tanto tempo. “O chope aqui é maravilhoso e a comida também tem seu valor”, conta.

Cunca e Jorge resgatam memórias do bar durante a ditadura militar

Cunca e Jorge resgatam memórias do bar durante a ditadura militar

Outro ponto histórico da Cinelândia é o Theatro Municipal. Fundado em 1909, o lugar recebe concertos de orquestras sinfônicas, óperas e ballés. Isis é frequentadora do teatro e comemora a sua existência. “Representa o resquício do glamour que existia na cidade no início do século passado. Mesmo com todos os problemas financeiros e de manutenção, o Municipal luta para permanecer ativo e ter programações acessíveis à diversos públicos”, explica Isis.

Notice: Tema sem comments.php está obsoleto desde a versão 3.0 sem nenhuma alternativa disponível. Inclua um modelo comments.php em seu tema. in /var/www/publicacao/jornalismo/site-root/wp-includes/functions.php on line 2957

Deixe uma resposta

Saúde
Entrada da Fundação Hemocentro de Brasília Doar sangue ajuda a salvar vidas
Turismo e Lazer
Jogos de tabuleiro no roteiro de diversão do DF
Turismo e Lazer
IMG  (7) Céu das Artes é opção de lazer e cultura para jovens do Recanto das Emas

Mais lidas