Ciência e Tecnologia

Caminhos virtuais para unir produtividade e felicidade

Softwares e aplicativos têm sido a saída para empresas a fim de melhorar a produção das equipes

Recentemente, a Amazon foi alvo de críticas por possuir um software que mede a atividade do colaborador e os demite segundo a sua produtividade. Segundo informações do site The Verge, este software é responsável pela demissão de 10% da equipe da empresa anualmente. O método é criticado por tornar visível somente os números e não o lado humano dos trabalhadores.

Em Brasília, empresas e negócios utilizam softwares e aplicativos com o objetivo de trazer não só produtividade para o time, mas também felicidade. Fernando Zago, Founder e CEO do Grupo Zago, conta que é importante unir produtividade com felicidade. “Buscamos sempre funcionários que tenham a ver com a cultura da nossa empresa, estamos cada vez menos buscando peso curricular e mais pessoas com a aptidão de resolver problemas, tanto que cada processo seletivo aqui é diferente um do outro. Assim, evitamos demissões desnecessárias.” Explica o CEO.

O gestor afirma também que busca um ambiente saudável para seus colaboradores, mas afirma que a felicidade não é algo mensurável. A empresa tem horário flexível, gameficação e um medidor de felicidade – o qual podem expressar seu humor no fim do dia de trabalho. Além disso, a estrutura da empresa é repleta de espaços aconchegantes a fim de tornar a equipe mais unida.

A empresa possui ainda uma prefeitura que realiza eventos para os colaboradores saírem da rotina. “Na última sexta-feira, os responsáveis pela prefeitura pediram que viéssemos às 14h00 para o escritório de roupas leves e meias antiderrapantes (quem tivesse) e não falaram mais nada. Quando a equipe estava reunida, nos colocaram em um carro e nos levaram para um parque de trampolins em Vicente Pires e foi muito legal. Comemoramos o dia do trabalho”, contou Fernando.

Medidor de felicidade, onde os colaboradores expressam o seu sentimento no fim do expediente.

Medidor de felicidade, onde os colaboradores expressam o seu sentimento no fim do expediente

 

 

Produtividade também faz parte

O Grupo Zago estruturou softwares internos, como o Esse e o iVuup, ambos são ferramentas de planejamento, organização e execução do dia a dia da empresa e devido ao sucesso passaram a ser comercializados depois do tempo de testes.  Os quadros organizacionais auxiliam nas demandas de trabalho. O primeiro surgiu para atender demandas internas e o segundo como como uma melhoria do primeiro. “O Esse surgiu como uma necessidade nossa e acabou em comercialização. Hoje temos o iVuup, que é uma versão melhor e mais atualizada baseado em mapeamento e pesquisas”, afirma o gestor.

Segundo Fernando, o Esse não está mais em comercialização e para o crescimento do iVuup a empresa tem buscado muito mais qualidade, feedback e resolução de problemas dos clientes do que quantidade. Nele é possível integrar o e-mail, personalizar o quadro como quiser, criar landing pages para coleta de dados, adicionar colunas de diversos formatos – como texto, arquivo, link, localização – e custa R$ 9,90 por usuário.

Ferramentas como o Esse e o iVuup são procuradas por empresas para melhorar a organização e a rentabilidade do trabalho de sua equipe. Geram uma mudança não só na organização, mas também cultural.

Fernando Zago, Founder e CEO do Grupo Zago, em sua mesa operando o iVuup.

Fernando Zago, Founder e CEO do Grupo Zago, em sua mesa operando o iVuup.

Notice: Tema sem comments.php está obsoleto desde a versão 3.0 sem nenhuma alternativa disponível. Inclua um modelo comments.php em seu tema. in /var/www/publicacao/jornalismo/site-root/wp-includes/functions.php on line 2957

Deixe uma resposta

Economia
Movimento Empresa Júnior: empreendedorismo começa cedo
Cultura
IMG_2603 Arte fora do eixo
Comportamento
CAPA Jovens desigrejados
Ciência e Tecnologia
IMG_8921-min Muito além de heavy metal
Comportamento
body-positivity-800x475 ESPECIAL: Movimento #BodyPositive nas redes incentiva o amor próprio
Cidadania
Projetos sociais ajudam na inclusão de imigrantes e refugiados ESPECIAL: Longe de casa
Cidadania
Grupo usa paixão pelo futebol para ajudar as pessoas
Turismo e Lazer
capa Nova edição da revista Redemoinho discute temas polêmicos

Mais lidas