Turismo e Lazer

Brasília tem parques ecológicos e urbanos com diferentes opções de lazer

Além dos parques serem um atrativo turístico, oferecem aos moradores boa qualidade de vida

Brasília é nacionalmente conhecida por sua arquitetura e também pela riqueza cultural que tem. Mas outro destaque são as áreas de lazer no DF. Ao todo são 52 parques ecológicos e urbanos, administrados pelo Instituto Brasília Ambiental (Ibram). Existem outras unidades que contam com administração própria em parceria com a Secretaria do Meio Ambiente, a exemplo do Zoológico e do Jardim Botânico.

Segundo a Secretaria de Estado do Meio Ambiente do Distrito Federal o objetivo é oferecer unidades com diferentes opções de lazer e prática de esportes. Em algumas conservações, há cachoeiras, piscinas para crianças e adultos, trilhas, área de piquenique e áreas abertas para esportes. A Secretaria de Turismo acredita que além dos parques serem um atrativo turístico, oferecem aos moradores boa qualidade de vida.

A dermatologista Bruna Jansen vê esses parques como algo saudável para a população, não apenas para embelezar a cidade. “Com o período de baixa umidade relativa do ar, é preciso aumentar os cuidados com a saúde. Recomenda-se evitar exposição ao sol das 10 às 17 horas, quando a insolação e a evaporação atingem níveis máximos”. Segundo a mesma, por esses parques serem bem arborizados eles colaboram para uma menor exposição ao sol.

Jardim Botânico de Brasília

Jardim Botânico de Brasília reúne espécies da flora local em lugar calmo e relaxante

Um lugar frequentemente visitado é o JBB (Jardim Botânico de Brasília) pois o visitante conhece diferentes espécies da flora local através de trilhas, jardins e área de piquenique, além de estar em um lugar relaxante e calmo. Outro ponto positivo do local são os restaurantes, Café Jardim Bom Demais e Caliandra Café. “Sou uma visitante constante do Jardim Botânico, muito por conta dele me trazer um contato com a natureza e uma tranquilidade que eu não tenho onde moro”, conta a visitante Luciana Coelho.

Outra unidade bastante frequentada é o Jardim Zoológico de Brasília. Inaugurado em 1957, o zoológico foi a primeira instituição ecológica criada no Distrito Federal. Abriga 826 animais em um total de 185 espécies. O parque é um dos que mais apresenta variedades de lazer como museu, camping, playgrounds, lago artificial, berçário, borboletário e área para piquenique, sendo que seu grande público são as crianças, seja aquelas que vão para o zoológico em um passeio escolar ou com seus pais.

O parque Nacional de Brasília também é um dos destaques quando se fala em áreas de lazer. Conhecido como Água Mineral, o parque protege ecossistemas típicos do Cerrado e abriga as bacias dos córregos formadores da represa Santa Maria. A principal atração aos visitantes são as piscinas, além das trilhas. Warley Sousa conta que vai ao parque desde criança. “É um bom ambiente para lazer. Além das trilhas, tem a piscina infantil e adulta, então posso vir aproveitar com meus filhos”, complementa.

Entrada do Taguaparque

Entrada do Taguaparque: local oferece quadras, parque infantil e praça de alimentação

O Taguaparque é uma boa opção para aproveitar os finais de semana. O parque oferece quadras poliesportivas, parque infantil, praça de alimentação e etc. O espaço funciona também como centro cultural, auditório, teatro de arena e hall de exposição e recepção. O parque está localizado a cerca de 25 km da Rodoviária do Plano Piloto, localizado ao longo do Pistão Norte.

Segundo uma pesquisa de avaliação ambiental de 2017, os maiores frequentadores dos parques são da Asa Norte de Brasília, sendo a maioria das pessoas do sexo masculino. São pessoas de 20 a 34 anos os maiores frequentadores dos parques.

Notice: Tema sem comments.php está obsoleto desde a versão 3.0 sem nenhuma alternativa disponível. Inclua um modelo comments.php em seu tema. in /var/www/publicacao/jornalismo/site-root/wp-includes/functions.php on line 2957

Deixe uma resposta

Comportamento
FOTO 1 PROD 10 População negra sofre em meio a pandemia
Ciência e Tecnologia
Crédito: arquivo pessoal Aplicativos on-line reaproximam as pessoas durante isolamento social
Saúde
WhatsApp Image 2020-05-18 at 18.45.00 (1) (1) Voluntários se unem em corrente para ajudar profissionais da saúde do DF
Economia
Creditos Leila Pacheco (fonte) 4 Donas do pedaço: empreendedoras garantem sua renda de casa
Esporte
foto: Jéssika Lineker Coronavírus x Futebol Candango
Comportamento
Photo by Asif Akbar from FreeImages Entre um isolamento e outro, gostamos de nos isolar
Cidadania
Capa Nova revista Redemoinho supera desafios do isolamento para investigar temas de relevância social
Meio Ambiente
Banco de imagens pexels Reciclando pela vida
Saúde
Foto de João Paulo Silva personagem fissura A fissura é tratável
Educação
Rapensando nas Escolas O hip hop como instrumento de educação
Saúde
prato matéria anorexia Anorexia é a doença psiquiátrica que mais mata no mundo
Entrevistas
Deputado distrital do DF (REDE), Leandro Grass tem 32 anos, é professor, sociólogo, mestre em Desenvolvimento Sustentável, doutorando em Desenvolvimento em Gestão Pública (UnB) e gestor cultural pela Organização dos Estados Ibero-Americanos | Foto: Divulgação/ Assessoria de Comunicação/ Leandro Grass Leandro Grass: “DF tinha tudo para ser referência na condução da pandemia”

Mais lidas