Cultura

Arte fora do eixo

Galeria Olho de Águia inclui Taguatinga no roteiro artístico do Distrito Federal

Entre prédios antigos, bares e ruas de Taguatinga, em uma loja quase escondida, está a Galeria Olho de Águia. Fundada em 2002 pelo fotojornalista Ivaldo Cavalcante, 63 anos, tinha como objetivo abrigar seu próprio acervo. “A ideia surgiu quando vi a quantidade de fotos minhas que foram premiadas durante minha militância como fotojornalista e as dezenas de exposições que já participei. A necessidade de ter um espaço foi o começo de tudo. Mas como um bom taurino, os sonhos foram aparecendo. Bastava colocá-los em prática”, afirma.

E assim surgiu um importante espaço de cultura e resistência da cidade satélite, com objetivo de valorizar e disseminar a arte na região. Na programação, estão inclusos quatro projetos independentes. O Artistas do Bairro, que realiza exposições a cada 15 dias, Cine Clube Praça do Relógio, A Biblioteca Gervásio Batista, com uma infinidade de livros, alguns escritos pelo próprio Ivaldo, e Voz e Violão para músicos autorais. Nenhum tipo de manifestação fica de fora.

A biblioteca conta um um rico acervo sobre fotojornalismo

A biblioteca conta um um rico acervo sobre fotojornalismo

A galeria oferece um ambiente interativo, onde até a música pode ser escolhida pelos visitantes. Nas paredes estão penduradas fotos, posters de banda, luzes neon, câmeras analógicas e vinis. O espaço conta também com um bar, chamado Faixa de Gaza, uma mesa de sinuca e um jukebox retrô. Roseana Bonfim, de 24 anos, se encantou desde a primeira visita. “A possibilidade de sentar-se à mesa com os amigos, beber algo, enquanto observamos uma exposição ou reviramos os livros de fotografia, pintura e design das estantes do Ivaldo é inspiradora. Para além do ambiente acolhedor, há de se destacar também a iniciativa de promover artistas em ascensão ou aqueles ainda fora de cena e possibilitar o acesso à arte de forma gratuita, simplificada e fora do circuito cultural restrito ao Plano Piloto”, conta.

Questionado sobre a escolha do local, Ivaldo destaca a importância da descentralização da cultura. Mesmo estando 24 quilômetros distante do Plano Piloto, que ainda é conhecido como o centro de Brasília, o objetivo foi alcançado. “Um dos meus sonhos foi fazer que a minha rua fosse como qualquer outra rua famosa no mundo. É muito prazeroso ver que centenas de jovens artistas tiveram sua primeira exposição individual aqui e carregam em seu currículo o nome desse espaço”.

João Ferreira, 34 anos, é formado em artes visuais na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e irá expor na Galeria Olho de Águia ente os dias 7 e 19 de junho. “Coletiva” é um conjunto de 11 obras produzidas por ele na faculdade, onde procurou explorar novas técnicas e materiais – alguns inclusive criados por ele, como a mistura de aquarela e produtos químicos. Sobre a galeria, João ressalta o fato de a arte estar ao alcance de todos e oportunidade de ver trabalhos artísticos pessoalmente, principalmente quando as pessoas vivem no mundo virtual.

Imagem sem Fronteira

Lançado em 2012, com o apoio do Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal (FAC), o projeto “Imagem sem Fronteira” tem a galeria Olho de Águia como lar. Idealizado pelo Ivaldo Cavalcante, tem como objetivo promover um intercâmbio cultural, reunindo fotojornalistas do Brasil e do mundo, para realizar exposições, palestras e sessões de bate-papo com público.

Na primeira edição, participaram nove fotógrafos de diversas nacionalidades, como Brasil, Rússia e Portugal. Já em 2018, participaram os artistas Ricardo Garcia Vilanova e Pep Bonet (Espanha) e Gervásio Baptista (Brasil).

Serviço

Galeria Olho de Águia

Endereço: CNF 01, Edifício PraiaMar, Loja 12 – Praça da CNF (Taguatinga Norte)

Funcionamento: Terça à Sábado, de 15h às 02h

    Notice: Tema sem comments.php está obsoleto desde a versão 3.0 sem nenhuma alternativa disponível. Inclua um modelo comments.php em seu tema. in /var/www/publicacao/jornalismo/site-root/wp-includes/functions.php on line 2957

    Deixe uma resposta

    Economia
    Movimento Empresa Júnior: empreendedorismo começa cedo
    Comportamento
    CAPA Jovens desigrejados
    Ciência e Tecnologia
    IMG_8921-min Muito além de heavy metal
    Comportamento
    body-positivity-800x475 ESPECIAL: Movimento #BodyPositive nas redes incentiva o amor próprio
    Cidadania
    Projetos sociais ajudam na inclusão de imigrantes e refugiados ESPECIAL: Longe de casa
    Cidadania
    Grupo usa paixão pelo futebol para ajudar as pessoas
    Turismo e Lazer
    capa Nova edição da revista Redemoinho discute temas polêmicos

    Mais lidas