Cultura

Galeria virtual, a arte para o mundo

Numa época onde tudo está conectado e globalizado, as galerias virtuais chegam para colocar obras e artistas em contato com os quatro cantos do mundo

Já foi a época em que aquele ótimo pintor que ninguém conhece vendia seus quadros só para amigos e vizinhos. Hoje, a internet traz uma nova maneira de divulgar tudo e nas artes também surge um novo espaço com as galerias virtuais.

Com essa ideia de globalização as galerias virtuais cumprem o trabalho de divulgar e comercializar a arte em qualquer lugar do planeta. Aquele artista da cidade pequena que ninguém sabe quem é agora vende e expõe seus trabalhos para países do outro lado do mundo.

Cada galeria tem seu modo de trabalhar, com exposições permanentes e sazonais, divulgando artistas de todo mundo. Para isso os mesmos pagam determinada quantia que vai variar pelo tempo de hospedagem e número de postagens. Os preços de hospedagem variam de acordo com a galeria, e vão de 300 reais a 250 euros ou mais por obra, valor mensal. As GV´s trabalham em conjunto com as redes sociais, na maioria Instagram e Facebook, onde têm um alcance maior.

Os seguidores são de nicho, focado entre curadores, galerias e apaixonados por arte, colecionadores ou não. Essa forma de divulgação é uma maneira do artista diminuir seus custos com moldura, transporte e aluguel de espaço que teriam numa exposição tradicional. Em algumas galerias virtuais, o artista paga além da hospedagem, uma porcentagem da venda da tela, outras só ganham pela hospedagem e exposição do artista. Como a galeria virtual N.Indig_Artes, que além de fazer exposição e venda de obras da coleção da dona da galeria, também recebe outros artistas para exporem suas obras.

Administrando o espaço virtual

Mônica do Valle, que administra as redes da galeria e o site que ainda este mês estará no ar, explica o funcionamento e funcionalidade da N.Indig_Artes. Ela conta que não há limite no número de obras, nem estilo para expor, a galeria gosta que haja muitas obras de cada artista para ser exposta e estimula isso só cobrando a hospedagem e não pela venda das obras .

Ela conta que não há limite de tempo para expor, e com relação aos seus seguidores, são bem criteriosos tendo na grande maioria pessoas ligadas em arte, como curadores, artistas, galerias, admiradores e colecionadores. A divulgação é toda na internet, em postagens e na própria rede social.

A galeria virtual N.Indig_Artes é uma demonstração de que a internet é uma forte fonte de negócio. Em três meses já vendeu uma obra e tem mais quatro em negociação com clientes do Brasil e no exterior. Dona da galeria N.Indig, a artista plástica Neli conta que foi um dos melhores negócios que fez para divulgar suas obras e de seus colegas. 24 horas no ar e como resultado em um período bem curto já recebeu convite para participar de uma exposição coletiva de arte contemporânea em Milão e já vendeu uma tela.

nindig, dona da galeria.

Nindig é dona de uma galeria virtual

 

 

O Cliente

Bruna Gomes.

Bruna Gomes descobriu numa galeria virtual as obras do artista Geraldo Castro

 

Bruna Gomes, recém formada em Odontologia, montando seu consultório, buscou na internet obras de arte para decorá-lo e descobriu a galeria virtual N.Indig_Artes onde está comprando uma obra do artista Geraldo Castro, de São Paulo e que pertence à coleção particular da galeria. Para Bruna foi um ótimo negócio pois a galeria virtual supre a falta de tempo de sair em busca por exposições para a compra de arte.

Expor na galeria virtual, custa 600 reais no primeiro mês, depois 300 reais pela estadia. São 15 telas nos primeiros 30 dias que vão fazendo rodízio e podendo depois do primeiro mês trocar as telas.

Links da Galeria Vrtual – N.INDIG_Artes

Site: https://nindigartes.wixsite.com/galeria

Face: https://www.facebook.com/nindig.artes

Instagram: https://www.instagram.com/n.indig_artes/

    Notice: Tema sem comments.php está obsoleto desde a versão 3.0 sem nenhuma alternativa disponível. Inclua um modelo comments.php em seu tema. in /var/www/publicacao/jornalismo/site-root/wp-includes/functions.php on line 2957

    Deixe uma resposta

    Educação
    Alunos recebem atenção extra nas Salas de Recursos Escolas públicas do DF contam com mais de 15 mil alunos especiais matriculados
    Cidadania
    mostafa-meraji-YdekMO3_SbE-unsplash Solidariedade em tempos de pandemia
    Economia
    Snapseed (14) Distrito Federal tem consumo per capita de 14,1 kg de pescado por ano

    Mais lidas