Turismo e Lazer

Pacotes de turismo são aposta das agências para superar pandemia

Valores estão abaixo do comercializado normalmente

Tags:
Turismo e Lazer

Com as medidas de isolamento social adotadas como forma de contenção do novo coronavírus, viagens de lazer não são recomendadas até que a situação se normalize. Dessa forma, a venda de serviços turísticos, desde pacotes de viagens, passagens aéreas até hospedagem e aluguel de carros, caiu.

De acordo com o Ministério do Turismo, cerca de 45% dos consumidores ainda não tomaram decisão sobre suas férias ou seus pacotes de viagem já adquiridos. Os dados apontam que a maioria dos consumidores está aguardando os desdobramentos da pandemia para tomar uma decisão.

Como forma de minimizar os efeitos financeiros da crise sob o mercado, agências de turismos estão divulgando pacotes de viagem promocionais com data flexível para o próximo ano. É possível encontrar, por exemplo, viagem para Las Vegas com quatro diárias, passagem aérea e hospedagem inclusa, por R$1290. Outro destino divulgado é Cancún, passagem aérea e hotel All Incluse por R$ 2.879 – em 20 de março, a mesma viagem chegou a custar apenas R$ 1999.

Las Vegas é um dos destinos promocionais no cenário pós pandemia

Las Vegas é um dos destinos promocionais no cenário pós pandemia

A Hurb, antiga Hotel Urbano, é uma das empresas que estão apostando nas promoções e garante que leva em consideração todos os impactos positivos e negativos para o negócio e para as pessoas. “Nossas ações que distribuem pacotes de viagens à um preço bastante acessível, se concentram em datas de viagens à partir de 2021, o que garante maior confiança de que a situação terá retornado à normalidade para o viajante”, informou a agência de viagens.

A diretora de operações do Hurb, Karyna Accioly, conta que a venda de pacotes para o próximo ano surgiu da reflexão: “Olhamos para nosso produto e vimos o que podíamos fazer diferente para passarmos por essa pandemia”. “Lançamos uma campanha com preços inacreditáveis, como por exemplo, um clássico nosso de Black Friday: Orlando por R$ 999. Junto a isso, temos também condições de pagamento diferenciada como parcelamento no boleto em até 12 vezes”, comenta a diretora ao relatar que as ações estão resultando em uma crescimento de vendas mesmo em um momento de crise.

A empresa estabeleceu propósitos em meio à pandemia do coronavírus, dentre eles, “atender à uma demanda que evidencia que o medo legítimo que as pessoas têm agora não se estende para o futuro” e “minimizar o legado social e econômico negativo de desempregos e instabilidade na indústria do turismo”.

A Azul Viagens, operadora de turismo da Azul Linhas Aéreas, lançou o Bilhete Viagem como forma de incentivar os clientes a se organizarem para viagens futuras e assim, driblar os efeitos da pandemia. A companhia que operava em média 920 voos por dia para mais de 110 destinos, no último mês operou apenas 70 voos diários para 27 cidades.

“O momento é de ficar em casa, mas nada impede que as pessoas planejem uma viagem, com tudo completo, para o segundo semestre deste ano ou até para daqui a um ano”, comenta a companhia. A empresa aposta em destinos nacionais, nas regiões onde tem parceria com hotéis e translados. “Além disso, entendemos que o mercado doméstico deve ter um retorno mais rápido e esse produto é uma forma de ajudar a fomentar os destinos nacionais, contribuindo com a economia dos estados e nossos parceiros de negócios”.

De acordo com a organização, o Bilhete Viagem estava previsto para duração por tempo determinado, mas com a grande adesão dos consumidores, se tornou uma opção fixa para os clientes da Azul Viagens. “Em breve, também lançaremos outras opções como resorts e eco-turismo”, anuncia a empresa.

Além das opções de pacotes, o programa de vantagens da TudoAzul postergou a expiração de pontos que venceriam em abril e maio de 2020 e garantiu a manutenção dos clientes na categoria em que eles estão hoje no programa até o fim de 2021. A Azul também tem feito sucessivas promoções na comercialização dos bilhetes aéreos.

Outra operadora de turismo, a CVC Viagens, informa que a procura por viagens para outubro de 2020 em diante cresceu nas últimas duas semanas, com preferência de destinos a região nordeste e o sul do país. Assim, a empresa está fazendo tratativas comerciais com parceiros pelo Brasil “ no sentido de eles disponibilizarem tarifas nos sistemas para o segundo semestre e o verão 2020/2021, para que possam trabalhar na formatação de pacotes para o período pós-pandemia”.

De acordo com a instituição, em média, uma viagem pelo Brasil, considerando hospedagem de sete dias e aéreo de ida e volta para praias nordestinas, estão com preços 30% mais em conta do que o mesmo período de 2019.

No entanto, os possíveis efeitos do novo coronavírus ainda assustam alguns consumidores, mesmo ao pensar em longo prazo. Larissa Lemos, 23 anos, recebeu por meio de um grupo de amigos nas redes sociais um pacote de viagem para a Tailândia, com datas para 2021. “O que me impediu (de realizar a compra) é a incerteza de como os países vão ficar, tanto o Brasil em relação à economia quanto o meu destino”, afirmou. Para a estudante universitária, o momento arriscado para se fazer uma compra de alto valor: “Acho que esse momento é de poupar dinheiro pra esperar pelo pior ao invés de gastar para suprir coisas que a quarentena nos tirou”.

Pacotes para Cancún chegaram ao preço de R$1.999

Pacotes para Cancún chegaram ao valor de R$1.999

 

Não cancele, remarque

O Ministério do Turismo lançou no dia 7 de abril a campanha “Não cancele, remarque!”, com intuito de alertar aos turistas, com viagens marcadas desde antes da pandemia, a importância de apenas adiar os planos. Dessa forma, o segmento consegue reduzir as perdas causada pelo novo coronavírus.
“Estamos trabalhando em várias frentes para amenizar os impactos ao setor. Uma campanha como essa ajuda a divulgar a ideia de que, se as viagens não forem canceladas, mas apenas adiadas para um outro momento, o setor mantém sua força para uma posterior recuperação”, enfatizou o ministro da pasta, Marcelo Álvaro Antônio.

O ministério ainda aposta em viagens doméstica como forma de incentivo à economia local.

Notice: Tema sem comments.php está obsoleto desde a versão 3.0 sem nenhuma alternativa disponível. Inclua um modelo comments.php em seu tema. in /var/www/publicacao/jornalismo/site-root/wp-includes/functions.php on line 2957

Deixe uma resposta

Educação
Para além da formação básica: estudantes buscam novos conhecimentos durante quarentena
Comportamento
Banco de imagens gratuito Em meio a pandemia deficientes visuais enfrentam desafios para não serem contaminados
Entrevistas
A artista que se reinventou

Mais lidas