Cidadania

Projetos sofrem com impactos da pandemia e precisam se readequar para ajudar moradores de rua

Através de projetos encabeçados pelo ex-morador de rua Rogério Barba e pelo Banho Bem, pessoas em situação de rua recebem ajuda em meio à pandemia

Tags:
Banhodobem cidadania moradores de rua pandemia do coronavírus

Durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) e a necessidade das medidas de isolamento, os grandes centros urbanos do país passaram a ficar vazios e as populações em situação de rua que, por tantas vezes estão invisíveis ao olhar da sociedade, mais uma vez ficaram de lado nesse momento de crise.

No Setor Comercial Sul, em Brasília, por exemplo, 200 mil pessoas passam diariamente pelo local, segundo o projeto No Setor, que ajuda as pessoas em situação de rua da região. Sem a movimentação diária, estas pessoas que acabavam recebendo de uma forma ou outra ajuda, agora, têm poucas alternativas para conseguir ajuda em meio à pandemia.

Além disso, as pessoas em situação de rua encontram-se mais suscetíveis a ter contágio pelo novo coronavírus. Medidas de prevenção consideradas básicas como lavar a mão com água e sabão, infelizmente não são tão básicas assim para estas pessoas. Com isso, alguns projetos da cidade têm se movimentado para ajudar essas populações.

Ex-morador de rua e ativista social, Rogério Barba em dos projetos de ajuda na pandemia

Ex-morador de rua e ativista social Rogério Barba em dos projetos de ajuda na pandemia

Convivendo com a situação de rua durante 20 anos de sua vida, o ativista social Rogério Barba, em parceria com o No Setor, no qual ele é diretor do Instituto Cultural Social do projeto, tomou a iniciativa de arrecadar alimentos e utensílios básicos para que as pessoas consigam pelo menos sofrer um pouco menos os impactos da crise sanitária.

“Nosso trabalho agora tem sido muito difícil por conta da quarentena. Mas a gente tem arrecadado alimentos, roupas e remédios para as pessoas que se encontram em situação de rua e mesmo com as dificuldades temos alcançado, assim, uma campanha muito boa”, afirma Barba.

O ex-morador de rua conta que, além do foco no coronavírus, eles estão arrecadando dinheiro para ajudar no combate a outras doenças recorrentes em moradores de rua. “Nós temos uma conta para, mais na frente, daqui um ou dois meses, tentarmos cuidar da saúde da população de rua, porque além do problema do coronavírus, que é uma realidade, a gente também tem uma outra preocupação, porque a população de rua tem muitas doenças que nunca foram tratadas, como tuberculose e DST`s”, explica Rogério.

A campanha do coletivo Barba na Rua funciona em parceria com outros coletivos localizados nos mais variados pontos do DF (Vicente Pires, Taguatinga, Asa Sul) e está coletando por meio das arrecadações, alimentos, roupas e dinheiro para ajudar as populações em situação de rua.

Nova ajuda

Voluntários do Banho do Bem em uma ação do projeto

Voluntários do Banho do Bem em uma ação do projeto

Em outro caso, o Banho do Bem, tradicional projeto que leva em um ônibus banho, comida e roupas novas para os moradores de rua da rodoviária do Plano Piloto e da Praça do Relógio, em Taguatinga, precisou ser interrompido por conta das medidas de isolamento social. Porém, a ajuda não parou.

“Nesse momento de pandemia o ônibus e a lavanderia não estão indo. Mas estamos focados em doação de cestas básicas e marmitas. A dificuldade que estamos tendo é de doações de cestas básicas e o apoio de voluntários”, conta Adriana Calil, fundadora do projeto.

O Banho do Bem está atendendo 87 famílias cadastradas e acompanhadas com doação de cesta básica. Além disso, todas as semanas o projeto está distribuindo em torno de 200 marmitas com o apoio do projeto Quarentena Amor, que faz a doação das marmitas.

Como ajudar

Para ajudar na campanha do Coletivo Barba na Rua, basta escolher algum dos pontos de recolhimento disponíveis para consulta no Instagram @barbanarua ou pelo telefone (61) 98363-8161.

Para ajudar na campanha do Banho do Bem, basta entrar em contato com o Instagram @banhodobem_ ou pelo telefone: (61) 99556-5433. Para ajudar direto na compra de cestas básicas para o projeto Banho do Bem, basta fazer a doação pela conta abaixo:

Itaú Banco 341
Agência: 4454
Conta: 71965.1
Adriana Calil Amorim CPF: 352.281.131.34. Adriana: 99556.5433

Notice: Tema sem comments.php está obsoleto desde a versão 3.0 sem nenhuma alternativa disponível. Inclua um modelo comments.php em seu tema. in /var/www/publicacao/jornalismo/site-root/wp-includes/functions.php on line 2957

Deixe uma resposta

Educação
Para além da formação básica: estudantes buscam novos conhecimentos durante quarentena
Comportamento
Banco de imagens gratuito Em meio a pandemia deficientes visuais enfrentam desafios para não serem contaminados
Entrevistas
A artista que se reinventou

Mais lidas