Cultura

Arraiá em casa

Festas estão sendo marcadas para período posterior ao da quarentena; lives e delivery de comida ainda podem trazer a alegria da época

Junho já começa a dar as caras no calendário e, com o mês, vem o já conhecido frio da capital federal, mas também, as famosas festas juninas e arraiás das quermesses de Brasília. Infelizmente, por conta da paralisação das atividades do comércio e da não recomendação das aglomerações entre pessoas, as festas juninas, neste ano, foram comprometidas.

Para muitos amantes das músicas, trajes típicos, comes e bebes essa é uma perspectiva que já vinha assombrando desde o início da pandemia do novo coronavírus. Pois bem, junho chegou e não será nada como os anos anteriores.

Porém, nem tudo está perdido, grupos, coletivos e organizações de quadrilhas juninas do Distrito Federal têm muito a comemorar.

A Secretaria de Cultura e Economia Criativa lançou edital que vai premiar os profissionais que atuam no segmento e ajudam a difundir essa modalidade de cultura popular

A Secretaria de Cultura e Economia Criativa lançou edital que vai premiar os profissionais que atuam no segmento e ajudam a difundir essa modalidade de cultura popular

O edital Premiação Brasília Junina, publicado no dia 25 de maio, vai premiar 40 grupos. Cada um deles receberá R$ 12.525, num investimento total de R$ 501 mil. As inscrições ficarão abertas até 08 de junho e o resultado preliminar sai no dia 16 de junho, de acordo com o edital. O resultado definitivo deve sair em 27 de junho.

Rafaela Benez, jornalista de 23 anos e moradora da Asa Norte, afirma que a época das festas de São João é a melhor do ano depois do aniversário dela. “São as melhores comidas, músicas e as melhores convivências de todo o ano.” Para ela, em uma festa junina não podem faltar uma boa quadrilha e comidas típicas. “Por mais que eu ame dançar em quadrilhas, eu acho muito agradável assistir as apresentações das quadrilhas profissionais”, conta a jovem.

Sobre o aspecto mais importante das festividades, ela não faz concessões. “O pacote todo é importante. Sem as roupas a dança fica sem graça, a música foi feita pra dançar, as brincadeiras movimentam a festa entre as apresentações e a comida é simplesmente perfeita.”

Rafaela Benez, afirma que a época das festas de São João é a melhor do ano depois do aniversário dela.

Rafaela Benez afirma que a época das festas de São João é a melhor do ano depois do aniversário dela

Rafaela conta que nasceu em uma família amante de festas e em que boa parte dos parentes nasceu em junho e julho. “Vai ter festa por vídeo chamada com certeza. Estamos estudando as possibilidades para dançar ainda. Por causa dos aniversários, nada vai passar em branco.” O plano particular de Rafaela é de fazer uma festa com todos os amigos depois da pandemia, com direito a tudo de bom dos famosos arraiás.

Ela afirma com toda certeza que irá se caracterizar para as festas. “O que eu mais tenho é bota e camisa xadrez. A roupa planejada até o momento é meu pijama, que é um vestido rodado, botas e meu casaco xadrez preferido, por motivos de estar muito frio.”

A nornalista vai fazer em casa, durante o mês de junho, todas as comidas especiais de festa junina para a comemoração. “Eu só não confio no quentão sair bom, mas a gente vai tentar.” Quando lhe foi perguntado se via algum problema em comemorar as festividades de São João em uma data diferente da usual por conta da pandemia, Rafaela afirmou que, se dependesse dela, o São João seria comemorado durante o ano todo.

A estudante de direito Giovanna Emery, de 21 anos, vê as festas juninas como uma manifestação muito importante e brasileira. “Muitos eventos são beneficentes, então além de ser uma forma de diversão, pode ser uma forma de ajudar o próximo.” Para ela, a data não pode passar em branco sem as comidas típicas regionais e as músicas temáticas.

Ela pretende fazer uma reunião com os amigos assim que for seguro fazer aglomerações na casa onde mora, em Arniqueiras. “Cada um vai contribuir com um prato ou dinheiro, e aí eu organizo a festa e cedo o espaço.” Giovanna não vê problemas em comemorar a data fora de época. “Dessa vez é necessário, e desde que todo mundo se divirta, tá tudo certo”, explica a jovem.

Nomes conhecidos das festas de São João, como Xand Avião, Mano Walter, Raí Saia Rodada, Luan Estilizado, Gustavo Mioto, Wesley Safadão, Bell Marques, Solange Almeida e Márcia Felipe, já anunciaram shows online com temática junina. Os brasilienses têm relação afetiva com as festas juninas, para tentar driblar as complicações e poder aproveitar, paróquias se mobilizam na organização do arraiá para levar o divertimento dos que não abrem mão do festejo, mesmo dentro de casa.

Confira:

Paróquia Nossa Senhora de Guadalupe

Data: 6 de junho, das 14h30 às 18h

O evento: drive-thru da tradicional canjica da Guadá

Local: 311/312 Sul (pedidos antecipados pelo WhatsApp 9 8133-1095)

 

Paróquia de Brasília realiza primeira festa junina on-line

Data: 7 de junho, às 19h — Valor: gratuito

Registro: www.acessoingresso.com.br — Rede social: @acessoingresso

 

Notice: Tema sem comments.php está obsoleto desde a versão 3.0 sem nenhuma alternativa disponível. Inclua um modelo comments.php em seu tema. in /var/www/publicacao/jornalismo/site-root/wp-includes/functions.php on line 2957

Deixe uma resposta

Educação
GabrielLino_03 Insight no ensino brasileiro
Meio Ambiente
Jardim montado na casa de Juscilene Lima Conheça a história de quem trabalha para salvar o meio ambiente
Comportamento
FOTO 1 PRODUÇÃO9 População brasileira desrespeita o isolamento social

Mais lidas