Cidades

A tecnologia a serviço da fé

Líderes religiosos estão recorrendo à tecnologia para fazer com que seus fiéis não percam o contato e as celebrações de seus templos.

Tags:
#pandemia Fé missas online padres

Em tempos de crise mundial a religião é uma âncora emocional. Com isso, os líderes religiosos estão recorrendo à tecnologia para fazer com que seus fiéis não percam o contato e as celebrações de seus templos.

Desde o dia 20/03 as celebrações eucarísticas estão proibidas no Distrito Federal, em acordo com o decreto do governador Ibaneis Rocha. O decreto libera missas e rituais de qualquer religião em estacionamentos dos templos, desde que as pessoas permaneçam dentro de seus veículos e mantenham a distância permitida. Os padres devem obediência ao Bispo, e este segue as leis civis, sobretudo em se tratando de uma pandemia.

Transmissão de uma missa na Paróquia São Pedro Apóstolo, no setor Psul.

Transmissão de uma missa na Paróquia São Pedro Apóstolo, no setor Psul

Padre Silvio Albertario é pároco da Paróquia São Pedro Apóstolo – Psul, localizada na Ceilândia. Ele conta como esta proibição afeta a vida dele e dos fiéis, e explica: “para nós é importantíssima a vida sacramental. É essencial a saúde e a vida humanas, sim, mas também a vida sacramental. Porque é nos sacramentos, de forma especial na Santa Missa, onde Deus que é amor, se fez carne para se fazer pão, vinho, que reconhecemos no pão e no vinho Deus mesmo”.

Além das missas, alguns sacramentos também foram suspensos, como forma de evitar aglomerações nos templos. “A vida sacramental praticamente sumiu. Até hoje, acho que me chamaram uma vez para ir em um hospital. Também confissões, pouquíssimas. Os sacramentos, tivemos que adiar. Bodas, crisma, batismos, cursos de noivos, tudo foi adiado para o segundo semestre”, lamenta Pe. Silvio.

Mas não demorou muito para que os padres, juntamente com a Pastoral de Comunicação (PASCOM) de suas paróquias, dessem um jeito nisso. As missas passaram a ser transmitidas por meio de lives nas redes sociais.

08 (1)

Padre Eduardo Cruz em uma de suas transmissões eucarísticas. (foto: arquivo pessoal)

Padre Eduardo Cruz é padre pertencente à Arquidiocese de Brasília, em missão na Paróquia Santo Antônio de Pádua (Palmas – TO). Ele explica: “claro que não é o ideal, mas é aquilo que Deus permite. Mas graças a Deus que temos isso para que a palavra possa chegar ao coração de cada fiel, pois a palavra também se faz presente através destas lives”.

Com esperança, Pe. Eduardo aconselha “que nós, nesse tempo, de fato possamos viver cada vez mais unidos a Deus, que é o principal. Este vírus nos tem confinado em casa. Aproveitemos a vida familiar, aproveitemos os filhos, aproveitemos os pais. Aproveitemos dessa vida escondida, esta vida oculta que Cristo também viveu. Que possamos estar em família”.

Dom Marcony Vinicius Ferreira, bispo auxiliar da Arquidiocese de Brasília lembra que “as Igrejas não foram fechadas; os cultos públicos é que foram proibidos. Então as Igrejas permanecem abertas, inclusive nos dias de hoje, para aqueles fiéis que quiserem sozinhos irem lá rezar, fazer sua visita ao Santíssimo Sacramento”.

Ainda a respeito das missas transmitidas por lives, Dom Marcony diz: “nós estamos usando daquilo que o próprio governo permite com suas leis e com suas colocações nesse tempo de pandemia, para facilitar também a vida dos nossos fiéis leigos e dos nossos funcionários”.

    Notice: Tema sem comments.php está obsoleto desde a versão 3.0 sem nenhuma alternativa disponível. Inclua um modelo comments.php em seu tema. in /var/www/publicacao/jornalismo/site-root/wp-includes/functions.php on line 2957

    Deixe uma resposta

    Educação
    GabrielLino_03 Insight no ensino brasileiro
    Meio Ambiente
    Jardim montado na casa de Juscilene Lima Conheça a história de quem trabalha para salvar o meio ambiente
    Comportamento
    FOTO 1 PRODUÇÃO9 População brasileira desrespeita o isolamento social

    Mais lidas