Turismo e Lazer

O turismo irá sobreviver à pandemia?

Companhias aéreas, redes hoteleiras e estabelecimentos comerciais estão sendo afetados pela crise no setor

Com o surgimento da pandemia da Covid-19, diversos setores estão sendo afetados de forma negativa, como é o caso do turismo. Hotéis estão vazios, companhias cancelam voos, navios são impedidos de desembarcar com seus passageiros.

Além de gerar empregos, o turismo é responsável também pela economia local de cidades que contam com atrações naturais ou históricas. Além do setor hoteleiro, que faz parte de um grande conglomerado – as capitais brasileiras contam com a média de 5.036 meios de hospedagem – estabelecimentos comerciais menores também são afetados.

Em Brasília, por exemplo, turistas costuma frequentar a orla da ponte JK. O local conta com ambulantes, food trucks, entre outros. Ivonete Santos, dona de uma barraquinha de coco, afirma que essa crise afetou sua renda familiar. “Desde o começo dessa quarentena, estou sem conseguir trabalhar. Para quem eu vou vender se ninguém está podendo frequentar os espaços públicos? ”

A orla da ponte JK atrai pessoas de diferentes lugares

A orla da ponte JK atrai pessoas de diferentes lugares

A Secretaria de Turismo de Brasília criou a ação #juntosporbrasília, na qual grupos de trabalho serão organizados por áreas de atuação, como eventos, rotas turísticas, nicho turístico, gastronomia. No começo do mês de maio, o governo federal editou uma Medida Provisória que liberou R$ 5 bilhões para a área, para reembolsar pacotes e eventos.

Porém, para o economista Eduardo Campos, mesmo com essas medidas, o setor é diretamente prejudicado. “Reembolsar pacotes não resolve o prejuízo no turismo. Como fica a geração de empregos, por exemplo? Só em 2018, o turismo gerou 319 milhões de novos empregos. ”

O turismo de negócios também sofre impacto. Feiras, congressos e convenções concentram os maiores orçamentos desse tipo de turismo. Seus cancelamentos geram perdas muito mais significativas do que as provocadas por desistências individuais de quem viaja a lazer. O problema fica maior quando os dois tipos de turista desistem de viajar. A Associação Internacional de Transportes Aéreos, que representa as 290 maiores companhias do setor, projeta uma perda de receitas de quase US$ 29,3 bilhões este ano.

Turismo pós pandemia

Quando o isolamento social acabar, muitas pessoas ainda estarão receosas de viajar, principalmente para lugares mais afastados, nos quais há a necessidade de se pegar um avião.

Segundo o buscador de voos Viajala, 26% dos brasileiros afirmaram que voltarão a viajar assim que a quarentena acabar, enquanto 66%, não têm ideia de quando irão ao exterior novamente.

A estudante de direito, Júlia Andrade, 26 anos, afirma que demorará um tempo para voltar a viajar depois da pandemia. “Mesmo quando isso tudo acabar, ainda vou ter medo de entrar em um avião, ou ficar em um hotel no qual eu não sei como é feita a higienização. ”

Por isso, países como a China, Holanda e Dinamarca, que já estão saindo do isolamento, criaram a ideia do Staycation, ou turismo bate e volta. Ele nada mais é do que fazer viagens de carro, por um curto período de tempo, para lugares próximos.

O turismo pós pandemia contará com viagens para locais próximos, feitas de carro, por exemplo.

O turismo pós pandemia contará com viagens para locais próximos, feitas de carro, por exemplo

Para a agente de viagem, Clara Molins, 32 anos, essa nova forma de viajar também pode contribuir para pequenos empreendimentos, como pousadas menores ou agências de viagens locais. “Normalmente, quando as pessoas pensam em viajar, elas querem ir para grandes hotéis ou conhecer lugares badalados. Após essa pandemia, lugares mais vazios e menores serão mais procurados. ”

Notice: Tema sem comments.php está obsoleto desde a versão 3.0 sem nenhuma alternativa disponível. Inclua um modelo comments.php em seu tema. in /var/www/publicacao/jornalismo/site-root/wp-includes/functions.php on line 2957

Deixe uma resposta

Saúde
Ensaio fotográfico gestacional da enfermeira Helenita Vilarinho. Mudança climática: calor excessivo no DF agrava problemas gestacionais
Ciência e Tecnologia
Crédito: arquivo pessoal Aplicativos on-line reaproximam as pessoas durante isolamento social
Cidadania
Capa Nova revista Redemoinho supera desafios do isolamento para investigar temas de relevância social
Cidadania
WhatsApp Image 2020-10-14 at 20.47.49 Mulheres unidas na linha de frente contra a violência de gênero
Economia
foto matéria-6 destaque Aumento do desemprego causa incerteza sobre o futuro
Turismo e Lazer
ponstos turisticos Brasil Saiba quais são cuidados que turistas devem ter antes de sair de casa

Mais lidas