Cidades

As iniciativas de transformação que renovaram o SCS

Através de iniciativas de transformação local e econômica o coletivo No Setor busca repaginar a região do Setor Comercial Sul

Ao andar pelo centro de Brasília, certamente já se ouviu falar sobre o Setor Comercial Sul. A região que detém grandes centros comercias está localizada próxima ao setor hoteleiro e a rodoviária do Plano Piloto. Durante o dia, o vai e vem de pessoas é constante. Ao anoitecer, o cenário muda e a insegurança se faz presente, já que a localidade é conhecida pelo tráfico, prostituição e até mesmo casos de homicídio.

O abandono e descaso que tomaram conta e transformaram o SCS no que ele é conhecido hoje não foi desculpa para que a proposta de revitalização se tornasse realidade. Os amigos e sócios, Caio Dutra, Ian Viana e Felipe Velloso, através de iniciativas de transformação social e econômica, buscam mudar esse cenário problemático com o Coletivo No Setor.

“Nosso objetivo é transformar o Setor Comercial Sul em uma grande referência. Nós buscamos fazer com que as pessoas sintam prazer em frequentar o local, e vejam oportunidades de crescimento ali”, comenta Caio.

A relação de amor e ódio com o SCS, como descreve Caio, fez com ele enxergasse a importância da localidade para Brasília. Tudo começou com eventos de rock, realizados na garagem do prédio onde seu pai trabalhava. Mas foi no carnaval de 2018, com o Setor Carnavalesco Sul, que reuniu cerca de 65 mil pessoas durante os cinco dias de festa, que o No Setor começou a ganhar vida.

Das festas que ocupam corredores e becos a hortas comunitárias. Essas são algumas propostas oferecidas pelo No Setor, que busca oportunidade de inserção para as pessoas em situação de rua ali presentes. O projeto acredita na gestão comunitária para dar melhores condições para essa pessoas.

Além dos três sócios, o No Setor conta com uma equipe que atua na parte de coordenação de comunicação, designers, assessoria de comunicação, financeiro e administrativo.

Tour Guiado. Foto: Igor Kishi /@espaco.hikari

Tour guiado pelo Setor Comercial Sul. Foto: Igor Kishi /@espaco.hikari

A volta por cima

O destaque vai para o funcionário José Salustiano Batista Paes, mais conhecido como Salú. Durante dois anos, ele viveu em situação de rua. Salú era camelô na rodoviária e com a renda do trabalho informal conseguia se manter, até que a situação piorou e ele teve de recorrer a viver nas ruas.

Foi em outubro de 2018 que o No Setor o tirou desse cenário violento e o inseriu no mercado de trabalho. Salú trabalha na parte administrativa do projeto e graças a essa ajuda, hoje ele tem um teto para morar, está terminando o ensino médio e tem planos de ingressar na faculdade.

“O Setor Comercial Sul é um lugar que tem grande potencial. As atividades aqui não incomodam as pessoas, como acontece em outras áreas residenciais, que tem todo um conflito com a lei do silêncio. Então aqui nós temos a solução para alguns desses problemas”, acrescenta Caio.

Devido a pandemia o coletivo está com as atividades  como festas, tour guiado suspensas. No próprio site é possível acompanhar o trabalho desenvolvido por eles por meio da gestão comunitária, como número de pessoas vulneráveis resgatadas da rua, o cadastro e acompanhamento dessas pessoas.  Além de informações como contribuições, divulgação, pontos de coleta de insumos de limpeza que ajudam a manter o banheiro público inaugurado em abril desse ano.

Para mais informações sobre como colaborar, acesse o site e as redes sociais do coletivo.

Site: https://nosetor.com.br/gestao-comunitaria-no-setor/ 

Instagram: https://www.instagram.com/nosetor/

Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCsgLGg_5wYic3A5p00uhDHw

Notice: Tema sem comments.php está obsoleto desde a versão 3.0 sem nenhuma alternativa disponível. Inclua um modelo comments.php em seu tema. in /var/www/publicacao/jornalismo/site-root/wp-includes/functions.php on line 2957

Deixe uma resposta

Entrevistas
res20161008152707223220o Adriana Lodi, mestra, atriz e aprendiz
Saúde
october-pink-1714664_640 Além do laço e das luzes cor de rosa
Cidades
Captura de Tela 2020-10-28 às 18.38.14 Tia Zélia, a baiana que conquistou a Vila Planalto
Cidadania
WhatsApp Image 2020-10-28 at 18.21.29 ONGs para pets do DF passam por necessidades durante a pandemia
Economia
auxilio-emergencial As dificuldades de quem não conseguiu aderir ao auxílio emergencial
Esporte
O esporte na pandemia da Covid19| Freepik Como está sendo a adaptação das atividades esportivas durante a pandemia da Covid-19
Cidadania
WhatsApp Image 2020-10-14 at 20.47.49 Mulheres unidas na linha de frente contra a violência de gênero
Economia
foto matéria-6 destaque Aumento do desemprego causa incerteza sobre o futuro
Turismo e Lazer
ponstos turisticos Brasil Saiba quais são cuidados que turistas devem ter antes de sair de casa
Ciência e Tecnologia
O crescimento dos aparelhos celulares no país|Flickr Os brasileiros estão cada vez mais conectados pelos smartphones
Saúde
Ensaio fotográfico gestacional da enfermeira Helenita Vilarinho. Mudança climática: calor excessivo no DF agrava problemas gestacionais
Saúde
No calorão do DF, que alcançou 37ºC em 8 de outubro, nem os sorvetes se salvam | FOTO: Reprodução / Pixabay DF bate recorde de calor. saiba quais são os cuidados necessários em tempos de seca
Saúde
Segundo pesquisa realizada pela VIGITEL, 57% da população masculina do DF, apresenta sobre peso. Isolamento social: aumenta o número de pessoas sedentárias no Brasil
Ciência e Tecnologia
Projeto procura novos modelos tecnológicos para uma eleição através da internet.| Flickr País busca novos modelos para implantar uma eleição via internet
Comportamento
foto matéria 8 TOC atinge mais de 4 milhões no Brasil
Comportamento
NICOLLY PRADO Para fugir de ansiedade e frustrações com pandemia, estudante viaja de bike e faz trabalho voluntário pelo Brasil afora
Saúde
frasco_rotulado_como_vacina_contra_covid-19_em_foto_de_ilustracao_10_04_2020_reuters_dado_ruvic_illustration1408200865 População permanece insegura quanto a futura campanha de vacinação contra a Covid-19
Economia
6cv0sd64tum55rmc60ootwxss-850x560 (1) Pequenos negócios crescem na contramão da crise causada pela pandemia
Ciência e Tecnologia
Crédito: arquivo pessoal Aplicativos on-line reaproximam as pessoas durante isolamento social
Cidadania
Capa Nova revista Redemoinho supera desafios do isolamento para investigar temas de relevância social

Mais lidas