Cidades

Festas de Réveillon e Carnaval podem ser canceladas

O governo do Distrito Federal não pretende financiar os maiores eventos do ano, seguindo as recomendações de distanciamento social impostas pela pandemia

De acordo com o secretário de Cultura do governo do Distrito Federal (GDF) Bartolomeu Rodrigues as festas comemorativas de réveillon e carnaval deverão ser canceladas. Segundo o mesmo, durante reunião no início do mês de novembro com o governador Ibaneis Rocha, ambas as partes entraram em consenso sobre o tema discutido e entendem que o governo não deve gastar em eventos afim de promover aglomerações durante a pandemia. “Conversei com o governador e estamos fazendo os preparativos para anunciar a decisão em breve”, afirma Rodrigues.

O cancelamento dos eventos ainda não foi anunciado, porém no caso do carnaval existe a possibilidade de remanejamento para o segundo semestre de 2021. Alguns estados já se manifestaram sobre medidas alternativas para a comemoração do réveillon, com o intuito de manter as tradições que a data representa e amenizar os prejuízos financeiros causados pela pandemia. São Paulo, por exemplo, está analisando as possibilidades de remanejar alguns eventos festivos para os setores hoteleiros e cuida para que todas as medidas de segurança estejam sendo devidamente cumpridas.

Rodrigues ressaltou que os gastos públicos com as duas datas em questão chegaram a 8 milhões no ano passado. Em contrapartida aos gastos gerados ao governo para realização dos eventos, há o aquecimento do comércio, dos setores hoteleiros, bares e restaurantes, além de gerar empregos para os ambulantes dentre outros que são possíveis através dos turistas atraídos à capital.

Apesar dos cancelamentos os brasilienses podem optar por comemorações privativas que sigam as normas da Organização Mundial de Saúde – OMS, ou comemorar em estabelecimentos comerciais como é o caso dos restaurantes que estarão funcionando em busca de reaver os prejuízos que tiveram ao fecharem as portas. Leandro Leal é um jovem empreendedor que apostou no mercado das bebidas. “Tenho uma pequena distribuidora de bebidas e neste final de ano vamos investir nas promoções como atrativos para recuperar o tempo perdido. Essa data é de comemoração em todos os sentidos e devemos aproveitar as oportunidades”. Ele prevê recuperar no mês de dezembro os valores investidos em produtos que não tiveram saída no último trimestre.

Alternativas para comemorações podem movimentar a economia

Luciane Sousa é cabeleireira e diz navegar na internet em busca de pacotes promocionais para viajar durante as férias de final de ano. “Na madrugada sempre tem umas promoções relâmpagos. Eu estou esperando ansiosamente por um pacote bacana. Queremos viajar em família para um lugar tranquilo, celebrar a chegada de um novo ano e tentar esquecer que este tenha sido tão difícil, mas agradecer por chegar ao fim dele e rezar por melhoras no que há por vir. Só não podemos gastar muito que o dinheiro não veio com facilidade”.

As opções de viagem para outros estados parecem tentadoras para quem quer fugir do DF, mas em contra partida a capital e as cidades vizinhas estão investindo em pacotes de viagens e hospedagens que podem se tornar atrativas aos olhos de quem busca por pequenos gastos e lugares aconchegantes. A empresária Rita de Cassia Melo realiza alugueis de apartamentos no DF, com café da manhã incluso e passeio aos principais pontos turísticos. “Pode até parecer clichê, mas acreditem se quiser, os brasilienses não têm tempo de conhecer a cidade em que moram. A maioria deles nunca entrou na catedral de Brasília. Imaginem, se quer sabem onde ficam os principais pontos de turismo e lazer”, conclui dizendo que os valores são acessíveis e que o momento é para tentar recuperar o tempo perdido e dispara: “Não somos feitos apenas da Esplanada”.

Prejuízo desencadeado pelo cancelamento das festividades

Carnaval do DF: Ambulantes trabalhando durante o evento em 2020

Carnaval do DF: Ambulantes trabalhando durante o evento em 2020 | Imagem capturada de reportagem DFTV

 

O economista Sérgio Durães comenta sobre os impactos que o cancelamento das festividades pode causar, porém ressalta que diante da calamidade pública se faz necessário abdicar de alguns eventos. “Estamos vendo apenas os prejuízos financeiros causados pelo momento que estamos vivenciando e que não são poucos. O governo está gastando e irá gastar ainda mais com a saúde ainda que esteja economizando nos gastos de final de ano e carnaval abre espaço para a perca do capital gerado por estes eventos que são enormes”, conclui afirmando que o Brasil, por fim das contas, não irá economizar com estes cortes, fará somente um remanejamento dos gastos.

Enquanto os empresários preveem o aumento do giro de mercado, os ambulantes lamentam pelas vendas que irão perder tendo em vista que as comemorações públicas geravam renda extra para centenas de famílias. O Governo do Distrito Federal- GDF credenciou mais de mil ambulantes no ano de 2020 durante as festividades carnavalescas que em 2021 estarão à mercê de possíveis eventos irregulares. “Nos meses de dezembro e fevereiro eu monto uma caixa com um pouquinho de tudo e saio pelas ruas vendendo. É quando consigo quitar minhas dividas e fazer um dinheirinho pra outras necessidades, se não houver as festas não sei o que fazer já que o movimento de vendas nelas são os maiores”, afirma o ambulante José Soares.

Notice: Tema sem comments.php está obsoleto desde a versão 3.0 sem nenhuma alternativa disponível. Inclua um modelo comments.php em seu tema. in /var/www/publicacao/jornalismo/site-root/wp-includes/functions.php on line 2957

Deixe uma resposta

Entrevistas
res20161008152707223220o Adriana Lodi, mestra, atriz e aprendiz
Saúde
october-pink-1714664_640 Além do laço e das luzes cor de rosa
Cidades
Captura de Tela 2020-10-28 às 18.38.14 Tia Zélia, a baiana que conquistou a Vila Planalto
Cidadania
WhatsApp Image 2020-10-28 at 18.21.29 ONGs para pets do DF passam por necessidades durante a pandemia
Economia
auxilio-emergencial As dificuldades de quem não conseguiu aderir ao auxílio emergencial
Esporte
O esporte na pandemia da Covid19| Freepik Como está sendo a adaptação das atividades esportivas durante a pandemia da Covid-19
Cidadania
WhatsApp Image 2020-10-14 at 20.47.49 Mulheres unidas na linha de frente contra a violência de gênero
Economia
foto matéria-6 destaque Aumento do desemprego causa incerteza sobre o futuro
Turismo e Lazer
ponstos turisticos Brasil Saiba quais são cuidados que turistas devem ter antes de sair de casa
Ciência e Tecnologia
O crescimento dos aparelhos celulares no país|Flickr Os brasileiros estão cada vez mais conectados pelos smartphones
Saúde
Ensaio fotográfico gestacional da enfermeira Helenita Vilarinho. Mudança climática: calor excessivo no DF agrava problemas gestacionais
Saúde
No calorão do DF, que alcançou 37ºC em 8 de outubro, nem os sorvetes se salvam | FOTO: Reprodução / Pixabay DF bate recorde de calor. saiba quais são os cuidados necessários em tempos de seca
Saúde
Segundo pesquisa realizada pela VIGITEL, 57% da população masculina do DF, apresenta sobre peso. Isolamento social: aumenta o número de pessoas sedentárias no Brasil
Ciência e Tecnologia
Projeto procura novos modelos tecnológicos para uma eleição através da internet.| Flickr País busca novos modelos para implantar uma eleição via internet
Comportamento
foto matéria 8 TOC atinge mais de 4 milhões no Brasil
Comportamento
NICOLLY PRADO Para fugir de ansiedade e frustrações com pandemia, estudante viaja de bike e faz trabalho voluntário pelo Brasil afora
Saúde
frasco_rotulado_como_vacina_contra_covid-19_em_foto_de_ilustracao_10_04_2020_reuters_dado_ruvic_illustration1408200865 População permanece insegura quanto a futura campanha de vacinação contra a Covid-19
Economia
6cv0sd64tum55rmc60ootwxss-850x560 (1) Pequenos negócios crescem na contramão da crise causada pela pandemia
Ciência e Tecnologia
Crédito: arquivo pessoal Aplicativos on-line reaproximam as pessoas durante isolamento social
Cidadania
Capa Nova revista Redemoinho supera desafios do isolamento para investigar temas de relevância social

Mais lidas