Eu cuido da minha saúde todos os dias, e você?

O Outubro Rosa 2021 tem como tema central a saúde da mulher, com atenção à conscientização ao diagnóstico precoce do câncer de mama

Victória Cruz

Postado em 24/10/2021

Desde o início da década de 1990, o mês de outubro é destinado às mulheres e ao câncer de mama. Mas com a pandemia da Covid-19, é notável que o diagnóstico precoce da doença ficou em segundo plano. Em meados de março de 2020, o Brasil parou. 

As ruas não tinham mais movimento, os carros não enfrentavam mais trânsitos congestionados, os ônibus não tinham passageiros, as lojas não tinham clientes, todos enfurnados dentro de suas casas, sair não era mais algo comum, todos começaram a ficar paranoicos com uma doença invisível. O “doutor Google” se tornou aliado das pessoas e elas acabam se automedicando, pois ir ao hospital se colocando em risco contra um vilão que nem a ciência conhecia se tornou proibido a não ser que fosse extremamente necessário. 

Com o isolamento e o jargão de “fique em casa”, a economia desandou, muitas pessoas perderam seus empregos, seus sustentos e suas segurança. Como pensar em saúde em meio ao caos? Como se expor ao risco de ser contaminada para simplesmente ir ao hospital fazer exames de rotina sendo que nem comida tem na mesa? Esse foi o questionamento de muitas brasileiras durante o ano de 2020 e que piorou durante o ano de 2021. 

Saúde não era prioridade para a mãe que sustentava sua casa e viu-se em meio a uma pandemia mundial sem emprego, isolada em casa com seus filhos e com um auxílio emergencial que não durava o mês todo. Além disso, o sistema de saúde entrou em colapso, não tinha leitos disponíveis, hospitais fecharam suas portas para a população pois só conseguiam atender pacientes com a Covid-19, então como uma mulher podia ir buscar ajuda assim? 

Muitas mulheres colocaram sua saúde em risco por medo de algo  maior. Durante a pandemia, cerca de 74% dos pacientes oncológicos pararam o tratamento, a vazão era maior no Sistema Único de Saúde (SUS), aproximadamente 60%, de acordo com pesquisa realizada pela Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC). 

O câncer de mama é o mais comum entre as mulheres no mundo todo. Em 2021, foram estimados mais de 66 mil novos casos no Brasil, em risco há chances de 60 mulheres serem diagnosticadas a cada 100 mil mulheres. É um dado preocupante que o Outubro Rosa utiliza para alertar as mulheres, mas em 2020 mais de um milhão de brasileiras deixaram de fazer os exames para identificar o câncer de mama. Agora, pare e pense como o tema “eu cuido da minha saúde todos os dias. E você?” pode ajudar as mulheres a se conscientizar quando muitas não têm uma renda para pagar e fazer os exames e não também podem contar com o sistema público de saúde. 

As brasileiras estão sendo esquecidas pelo tempo, não é só em outubro que se precisa de ações voltadas para esse vilão que mata tantas mulheres. Colocar um tema para cuidar da saúde atualmente é uma pauta muito falada, porém, pouco desenvolvida. Sofrer calada por mais esse vilão é a realidade muitas, todos os dias são atacadas por um mal diferente. É triste ver um tema tão precioso e preocupante ser tratado com tanto descaso em pleno século XXI.

Em 2021, o mundo deveria estar falando sobre novas tecnologias na detecção da doença como por exemplo, tipagem genética dos tumores pelo SUS, mas infelizmente, o corpo clínico voltado para o câncer está em busca de mulheres para fazerem os exames de rotina que são tão importantes no combate ao câncer de mama.

O Outubro Rosa tem como objetivo compartilhar informações e promover a conscientização sobre o câncer de mama. Os órgãos responsáveis pela ações são o Ministério da Saúde e o Instituto Nacional do Câncer (INCA). Foto: Card INCA